Bandas Míticas - Mão Morta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bandas Míticas
Coletânea musical de Mão Morta
Lançamento 2011
Gravação  Portugal
Gênero(s) Rock
Idioma(s) português
Formato(s) CD
Gravadora(s) Levoir
Cronologia de Mão Morta
Pesadelo em Peluche
(2010)
Mão Morta + Corações Felpudos + O.D., Rainha do Rock & Crawl
(2013)

Bandas Míticas é a primeira compilação do grupo português Mão Morta, lançada em 2011.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O título corresponde ao da colecção de 30 discos e biografias de bandas portuguesas que a produtora de conteúdos Levoir organizou para edição em fascículos semanais distribuídos com o jornal Correio da Manhã. O volume 25, referente a Mão Morta, chegou às bancas a 10 de Dezembro de 2011. O CD, com o selo Levoir / Correio da Manhã e a referência ISBN 978-989-682-179-1, compila temas de quase todos os álbuns de estúdio do grupo. O disco acompanha um livro com a biografia do grupo, da autoria do jornalista Pedro Rios.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Véus Caídos (Zé dos Eclipses / Zé dos Eclipses)
  2. E Se Depois (Zé dos Eclipses / Zé dos Eclipses, Miguel Pedro)
  3. Charles Manson (Adolfo Luxúria Canibal / Zé dos Eclipses, Carlos Fortes)
  4. Budapeste (Sempre a Rock & Rollar) (Adolfo Luxúria Canibal / Carlos Fortes)
  5. Velocidade Escaldante (Adolfo Luxúria Canibal / Carlos Fortes)
  6. Bófia (Adolfo Luxúria Canibal / Zé dos Eclipses, Miguel Pedro)
  7. 1.º de Novembro (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  8. Em Directo (Para a Televisão) (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  9. Cão da Morte (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  10. Morgue (Adolfo Luxúria Canibal / Sapo)
  11. A Porcaria (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  12. Tiago Capitão (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)

O tema 3 vem identificado com o título Anarquista Duval mas, na realidade, trata-se do tema Charles Manson, pertencente ao mesmo disco O.D., Rainha do Rock & Crawl

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

Adolfo Luxúria Canibal – voz / Miguel Pedro – bateria, programações (excepto tema 1) / António Rafael – teclas, guitarra (excepto temas 1, 2) / Sapo – guitarra (excepto temas 1, 2, 3) / Vasco Vaz – guitarra (excepto temas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7) / Joana Longobardi – baixo (excepto temas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9) / Paulo Trindade – bateria (tema 1) / Zé dos Eclipses – guitarra (temas 1, 2, 3, 7) / Carlos Fortes – guitarra (temas 1, 2, 3, 4, 5) / Joaquim Pinto – baixo (temas 1, 2) / José Pedro Moura – baixo (temas 3, 4, 5, 6, 7, 8) / Marta Abreu – baixo (tema 9) /

Os temas compilados foram retirados da K7 Mão Morta (tema 1), de 1987, dos álbuns de estúdio Mão Morta (tema 2), de 1988, O.D., Rainha do Rock & Crawl (tema 3), de 1991, Mutantes S.21 (tema 4), de 1992, Vénus em Chamas (tema 5), de 1994, Mão Morta Revisitada (temas 6 e 7), de 1995, Há já Muito Tempo que Nesta Latrina o Ar Se Tornou Irrespirável (tema 8), de 1998, Primavera de Destroços (tema 9), de 2001, Nus (tema 10), de 2004, e Pesadelo em Peluche (tema 12), de 2010, e do álbum ao vivo Maldoror (tema 11), de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]