Nós Somos Aqueles Contra Quem Os Nossos Pais Nos Avisaram

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Nós Somos Aqueles Contra Quem Os Nossos Pais Nos Avisaram
Álbum ao vivo de Mão Morta + Remix Ensemble
Lançamento 24 de Fevereiro de 2017
Gravação Theatro Circo, Braga Portugal Portugal
Gênero(s) Rock
Idioma(s) português
Formato(s) CD, LP
Gravadora(s) Theatro Circo
Cronologia de Mão Morta + Remix Ensemble
Ventos Animais
(2014)

Nós Somos Aqueles Contra Quem Os Nossos Pais Nos Avisaram é o décimo oitavo álbum do grupo português Mão Morta, lançado em 2017. Gravado ao vivo no Theatro Circo, em Braga, a 15 de Abril de 2016.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O disco corresponde à gravação do primeiro dos quatro concertos efectuados pelos Mão Morta, em colaboração com o Remix Ensemble, no encerramento das comemorações do centésimo aniversário do Theatro Circo. Esse primeiro concerto realizou-se a 15 de Abril de 2016 no Theatro Circo, em Braga, e os seguintes tiveram lugar a 16 de Abril no Convento de S. Francisco, em Coimbra, a 18 de Abril na Aula Magna, em Lisboa, e a 19 de Abril na Casa da Música, no Porto. O título é a citação de um velho grafiti anarquista e só aparece na contracapa do disco e na capa do booklet da edição em CD. Editado como CD duplo pelo próprio Theatro Circo, em 24 de Fevereiro de 2017, e editado em vinil, como triplo LP, pela editora independente de Leiria Rastilho Records, em 10 de Março de 2017.

Faixas[editar | editar código-fonte]

CD

Disco 1

  1. Abertura (Telmo Marques)
  2. Humano (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  3. Facas em Sangue (Adolfo Luxúria Canibal / Zé dos Eclipses)
  4. Pássaros a Esvoaçar (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  5. Tu Disseste (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  6. Tiago Capitão (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)
  7. Estilo (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)

Disco 2

  1. Aum (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro, Mão Morta)
  2. Destilo Ódio (Adolfo Luxúria Canibal, Zé dos Eclipses / Mão Morta)
  3. Berlim (Morreu a Nove) (Adolfo Luxúria Canibal / Carlos Fortes)
  4. Penso Que Penso (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  5. Hipótese do Suicídio (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  6. Vamos Fugir (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)
  7. 1.º de Novembro (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)

LP

Disco 1, Face A

  1. Abertura (Telmo Marques)
  2. Humano (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  3. Facas em Sangue (Adolfo Luxúria Canibal / Zé dos Eclipses)

Disco 1, Face B

  1. Pássaros a Esvoaçar (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  2. Tu Disseste (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)

Disco 2, Face A

  1. Tiago Capitão (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)
  2. Estilo (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)

Disco 2, Face B

  1. Aum (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro, Mão Morta)
  2. Destilo Ódio (Adolfo Luxúria Canibal, Zé dos Eclipses / Mão Morta)
  3. Berlim (Morreu a Nove) (Adolfo Luxúria Canibal / Carlos Fortes)

Disco 3, Face A

  1. Penso Que Penso (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  2. Hipótese do Suicídio (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)

Disco 3, Face B

  1. Vamos Fugir (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)
  2. 1.º de Novembro (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

Mão Morta: Adolfo Luxúria Canibal – voz / Miguel Pedro – bateria, programações, coros / António Rafael – guitarra, teclado, coros / Sapo – guitarra / Vasco Vaz – guitarra, coros / Joana Longobardi – baixo.

Remix Ensemble: José Pereira – violino / Afonso Fesch – violino / Trevor McTait – viola / Oliver Parr – violoncelo / António A. Aguiar – contrabaixo, baixo / Stephanie Wagner – flauta / Francesco Sammassimo – oboé / Victor J. Pereira – clarinete / Roberto Erculiani – fagote / Nuno Vaz – trompa / Ales Klancar – trompete / Ricardo Pereira – trombone / Mário Teixeira – percussão / Manuel Campos – percussão / Jonathan Ayerst – piano.

Pedro Neves – direcção musical.

Telmo Marques – orquestração e arranjos.

Captado por Francisco Rodrigues e gravado ao vivo por Mário XL em 15 de Abril de 2016 no Theatro Circo – Braga, com o Estúdio Móbil XL. Misturado por Márcio Décio entre Setembro e Outubro de 2016 no Bug Studio – Braga e masterizado por Frederico Cristiano em Outubro de 2016 no Mechanical Heart Mastering Sessions – Braga. Fotografias de Paulo Nogueira e de Cláudia Rocha Gonçalves. Design gráfico de Sónia Teixeira Pinto.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Mão Morta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.