Pesadelo em Peluche

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pesadelo em Peluche
Álbum de estúdio de Mão Morta
Lançamento 2010
Gravação Estúdio Mário Pereira, Porto Portugal Portugal
Gênero(s) Rock
Idioma(s) português
Formato(s) CD
Gravadora(s) Universal Music
Produção Miguel Pedro, António Rafael e Vasco Vaz
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

  • Ípsilon 2 de 5 estrelas. link
  • Disco Digital (favorável) [1]
Cronologia de Mão Morta
Mão Morta 1988-1992
(2009)
Bandas Míticas
(2011)
Singles de Pesadelo em Peluche
  1. "Novelos da Paixão"

Pesadelo em Peluche é o décimo quinto álbum do grupo português Mão Morta, lançado em 2010.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O livro A Feira de Atrocidades (The Atrocity Exhibition), do escritor inglês J. G. Ballard, serviu de mote à concepção do álbum, que se debruça sobre os novos desejos e padrões psíquicos que a matéria visual da cultura mediática fomenta no indivíduo. Editado em CD, em 19 de Abril de 2010, pela editora multinacional norte-americana Universal Music, com o selo Mercury e a referência 602527371030, teve edição em vinil, em 3 de Maio de 2010, pela editora independente de Leiria Rastilho Records, com o número de catálogo 055LP2010. Conta com a voz convidada do cantor Fernando Ribeiro (Moonspell). Em 27 de Abril de 2010 o álbum atingiu o 3.º lugar do Top Nacional de Vendas.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1

  1. Novelos da Paixão (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  2. Teoria da Conspiração (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  3. Paisagens Mentais (Adolfo Luxúria Canibal / Vasco Vaz)
  4. Biblioteca Espectral (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)
  5. Tardes de Inverno (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  6. Como Um Vampiro (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  7. Penitentes Sofredores (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)

Lado 2

  1. O Seio Esquerdo de R.P. (Adolfo Luxúria Canibal / Vasco Vaz)
  2. Fazer de Morto (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  3. Metalcarne (Adolfo Luxúria Canibal / Miguel Pedro)
  4. Estância Balnear (Adolfo Luxúria Canibal / Vasco Vaz)
  5. Tiago Capitão (Adolfo Luxúria Canibal / António Rafael)

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

Adolfo Luxúria Canibal – voz / Miguel Pedro – bateria, programações, sintetizadores, coros / António Rafael – teclas, guitarra, sintetizadores, coros / Sapo – guitarra / Vasco Vaz – guitarra, sintetizadores, coros / Joana Longobardi – baixo / Fernando Ribeiro – voz / Mário Pereira – coros, baixos adicionais.

Gravado entre Outubro de 2009 e Fevereiro de 2010 por Mário Pereira, André Holanda e Nuno Couto no Estúdio de Mário Pereira – Porto, por Miguel Pedro no MyOwn Studio – Braga e por António Rafael no Miritz Studio - Braga e misturado em Fevereiro e Março de 2010 por Mário Pereira no Estúdio de Mário Pereira – Porto. Masterizado em Março de 2010 por Andy VanDette no Sterling Sound – Nova Iorque. Produção de Miguel Pedro, António Rafael e Vasco Vaz. Capa de Andreia Alves Mendes sobre fotografia de Adolfo Luxúria Canibal.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Disco Digital Critica por Davide Pinheiro
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Mão Morta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.