Bandeira Tribuzi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Bandeira Tribuzi, pseudônimo de José Tribuzi Pinheiro Gomes, (São Luís do Maranhão, 2 de fevereiro de 19278 de setembro de 1977) foi um autor brasileiro. Filho de pai português, até 1946 viveu em Portugal, estudando na Universidade de Coimbra.

Iniciou o Modernismo no Maranhão em 1948, com a publicação do livro de poesia "Alguma Existência" Ao lado do ex-presidente José Sarney, José Bento e outros escritores, fez parte de um movimento literário difundido através da revista que lançou o modernismo no Maranhão, A Ilha, da qual foi um dos fundadores. Foi também junto com o ex-presidente o fundador do jornal O Estado do Maranhão. A canção "Louvação a São Luís", de Bandeira Tribuzi tornou-se o hino oficial da cidade.

Obras do autor[editar | editar código-fonte]

Alguma existência (1947)[editar | editar código-fonte]

  • Rosa da Esperança (1950)
  • Safra (1960)
  • Sonetos (1962)
  • Pele & Osso (1970)
  • Poesias Completas (1979)
  • Poesia Reunida Antologia poética póstuma] São Luis: SECMA; Rio de Janeiro: Alhambra,1986
  • ass: geferson oliveira
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Sites sugeridos[editar | editar código-fonte]

http://bandeiratribuzi.wix.com/bandeiratribuzi

https://bandeiratribuzi.ufma.br/jspui/