Beatriz de Inglaterra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Beatriz
Princesa de Inglaterra
Condessa de Richmond
Marido João II, Duque da Bretanha
Descendência Artur II, Duque da Bretanha
João da Bretanha, Conde de Richmond
Maria da Bretanha, Condessa de Saint-Pol
Pedro, Visconde de Leão
Branca da Bretanha
Leonor da Bretanha
Casa Plantageneta (por nascimento)
Dreux (por casamento)
Nascimento 25 de junho de 1242
  Bordéus, França
Morte 24 de março de 1275 (32 anos)
  Londres, Inglaterra
Enterro Igreja de Greyfriars, Londres Inglaterra
Pai Henrique III de Inglaterra
Mãe Leonor da Provença


Beatriz de Inglaterra, também conhecida como Beatriz de Dreux (em inglês: Beatrice, em francês: Béatrice; Bordéus, 25 de junho de 1242[1]Londres, 24 de março de 1275), foi a terceira criança e segunda menina do rei Henrique III de Inglaterra e sua esposa Leonor da Provença.

Infância[editar | editar código-fonte]

Beatriz nasceu em Bordéus, na França,[2] em 25 de junho de 1242, sendo a terceira criança e segunda filha do rei Henrique III de Inglaterra e Leonor da Provença.[3] Ela foi nomeada em homenagem a sua avó materna, Beatriz de Saboia, condessa de Provença. Seus irmãos mais velhos eram Eduardo I e Margarida, e ela também tinha dois irmãos mais novos: Edmundo e Catarina.

Seu irmão Eduardo ficou seriamente doente quando ela ainda era jovem. Apesar dele ter se recuperado, sua irmã Catarina morreu deixando Henrique e Leonor muito abalados. Catarina provavelmente tinha alguma doença degenerativa e morreu aos três anos de idade.

O povo inglês não estava muito satisfeito com Henrique por causa da influência que Leonor e seus parentes saboianos tinham sobre o rei. Leonor foi atacada enquanto velejava de barca em 1263 por cidadãos londrinos. O ambiente tenso criou problemas para a família real. Por outro lado, Henrique e Leonor tinham um casamento feliz e Beatriz cresceu em um ambiente amoroso e bem próxima dos irmãos.

Casamento[editar | editar código-fonte]

Em algum momento, Henrique realizou negociações para casar Beatriz com o rei da França, também recusando uma proposta de casá-la com o filho do rei da Noruega. Aos dezoito anos de idade, ela se casou com João de Dreux,[4] Conde de Richmond e herdeiro do ducado da Bretanha. Beatriz mais tarde mudou seu nome para Beatriz de Dreux e teve seis filhos com o marido: Artur, João, Maria, Pedro, Branca e Leonor.

Vida adulta[editar | editar código-fonte]

Existem poucas informações sobre as atividades de Beatriz, porém seu casamento foi João foi importante por ajudar a forjar uma aliança com a França e colocar o Condado de Richmond sob o "escudo inglês".

Havia grande oposição a Henrique na Inglaterra durante seu reinado. Na época Simão de Montfort, 6.° Conde de Leicester, queria tirar do rei alguns de seus poderes para entregá-los aos barões, sendo necessário para Henrique fortalecer seu governo através de casamentos com pessoas úteis. Margarida, sua primeira filha, havia se casado com o rei Alexandre III da Escócia e o casamento de Beatriz com João, que controlava o Condado de Richmond, deu ao rei mais apoio e poder.

Morte[editar | editar código-fonte]

Beatriz morreu em 24 de março de 1275 em Londres, três anos após seu pai. João honrou a esposa construindo uma capela para ela. Beatriz foi enterrada na Igreja de Greyfriars em Londres. Seu marido se tornou Duque da Bretanha onze anos após sua morte, assim ela nunca foi Duquesa da Bretanha. Seus descendentes incluem as rainhas Isabel Woodville[5] e Ana de Cleves.

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Beatriz de Inglaterra

Referências

  1. Charles Cawley, Medieval Lands, Kings of England
  2. Longman, William. Lectures on the History of England, Volume 1. Longman, Green, Longman, Roberts, and Green, 1863. pp. 246.
  3. The art journal London, Volume 7. Virtue, 1868. pp. 24.
  4. Evergates, Theodore. The Aristocracy in the County of Champagne, 1100-1300. University of Pennsylvania Press, 2007. pp. 342. ISBN 0812240197
  5. Douglas Richardson. Plantagenet Ancestry: A Study In Colonial And Medieval Families, 2ª edi., 2011. pp. 533-42.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.