Leonor da Provença

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Leonor
Rainha Consorte da Inglaterra
Reinado 14 de janeiro de 1236
a 16 de dezembro de 1272
Coroação 14 de janeiro de 1236
Predecessora Isabel de Angoulême
Sucessora Leonor de Castela
 
Marido Henrique III de Inglaterra
Descendência Eduardo I de Inglaterra
Margarida de Inglaterra
Beatriz, Condessa de Richmond
Edmundo 1.º Conde de Lencastre
Catarina de Inglaterra
Casa Barcelona (por nascimento)
Plantageneta (por casamento)
Nascimento c. 1223
  Aix-en-Provence, Provença, França
Morte 24 de junho de 1291 (68 anos)
  Amesbury, Wiltshire, Inglaterra
Enterro 11 de setembro de 1291
Abadia de Amesbury, Wiltshire, Inglaterra
Pai Raimundo Berengário IV, Conde da Provença
Mãe Beatriz de Saboia
Religião Catolicismo

Leonor da Provença (Aix-en-Provence, c. 1223Amesbury, 24 de junho de 1291) foi a esposa do rei Henrique III e rainha consorte do Reino da Inglaterra de 1236 até 1272.

Família[editar | editar código-fonte]

Leonor foi a segunda filha de Raimundo Berengário IV da Provença, conde de Provença e de Forcalquier, neto do rei Afonso II de Aragão e bisneto do rei Afonso VII de Castela, e de Beatriz de Saboia, irmã de Margarida da Provença e cunhada do santo e rei Luís IX.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Casou-se na Catedral de Cantuária, no dia 14 de janeiro de 1236, com o rei Henrique III de Inglaterra.

Leonor exerceu forte influência sobre o marido levando à rebelião dos barões que foram conduzidos por Simão V de Montfort, VI conde de Leicester, durante a Segunda Guerra dos Barões que foi travada entre 1264 e 1267.

O seu marido foi capturado na Batalha de Lewes, em 1264 e Leonor de Provença viu-se forçada a refugiar-se na corte de França junto de sua irmã a rainha Margarida de Provença, que devido às influências de Leonor acaba por convencer o seu marido, o rei Luís IX de França, a apoiar o príncipe Eduardo com um exército para invadir a Inglaterra.

Depois de liberto Henrique III de Inglaterra é reposto no trono em 1265 e Leonor volta a Inglaterra, sendo no entanto mantida à margem da política.

Quando o seu marido morreu em 15 de novembro de 1272, tentou, sem êxito recuperar o poder movendo a sua influência na corte. Não teve no entanto sucesso. O seu filho Eduardo I assume o poder e encarrega-a de educar vários dos seus netos enquanto ele e sua esposa, Leonor de Castela partem para as Cruzadas.

Alguns anos depois retira-se para a Abadia de Amesbury, em Wiltshire, onde acabou por morrer em 24 de junho de 1291 aos 68 anos de idade. Encontra-se sepultada nesta abadia.

Filhos[editar | editar código-fonte]

  1. Eduardo (17/18 de junho de 1239 – 7 de julho de 1307), casou-se com Leonor de Castela e Margarida de França, com descendência.
  2. Margarida (29 de setembro de 1240 – 26 de fevereiro de 1275), casou-se com Alexandre III da Escócia, com descendência.
  3. Beatriz (25 de junho de 1242 – 24 de março de 1275), casou-se com João II, Duque da Bretanha, com descendência.
  4. Edmundo (16 de janeiro de 1245 – 5 de junho de 1296), casou-se com Avelina de Forz e Branca de Artois, com descendência.
  5. Catarina (25 de novembro de 1253 – 3 de maio de 1257), morreu jovem.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Leonor da Provença


Leonor da Provença
Casa de Barcelona
Ramo dos Bellonidas
c. 1223 – 24 de junho de 1291
Precedida por
Isabel de Angoulême
Coats of arms of Eleanor of Provence.svg
Rainha Consorte da Inglaterra
14 de janeiro de 1236 – 16 de dezembro de 1272
Sucedida por
Leonor de Castela


Ícone de esboço Este artigo sobre uma Rainha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.