Beatriz de Saboia, Senhora de Vilhena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com com a meia-irmã Beatriz de Saboia, Marquesa de Saluzzo (c.1223-1259)
Disambig grey.svg Nota: Para outras princesas homónimas, veja Beatriz de Saboia.

Beatriz de Saboia (it: Beatrice di Savoia; Saboia, c.1250 - Castela, 23 de Fevereiro de 1292) foi uma nobre italiana da Casa de Saboia, filha de Amadeu IV, Conde de Saboia e da sua segunda mulher, Cecília de Baux.

Esteve prometida em casamento ao Infante Jaime d'Aragão (depois Rei de Maiorca), varão secundogénito de Jaime I de Aragão. O noivado foi rompido a 11 de Agosto de 1266. Beatriz se casou em primeiras núpcias a 21 de outubro de 1268 com Pedro de Chalon, Senhor de Châtelbelin, que morreria seis anos mais tarde sem descendência. Casou em segundas núpcias com o Infante Manuel de Castela, senhor de Villena, Escalona e Peñafiel, filho de Fernando III de Castela e irmão mais novo de Afonso X, o Sábio. Ficou conhecida como Senhora de Vilhena devido ao senhorio do seu marido. Desde casamento resultou o único filho que se conhece de Beatriz de Saboia:

O seu marido, o Infante D. Manuel, morre um ano após o nascimento do filho, que lhe sucedeu nos seus senhorios. D. Beatriz cuidou do seu filho e do património deste até à sua morte 9 anos depois. O pequeno infante, orfão aos 10 anos, seria depois posto a cargo do seu tio o Rei Sancho IV de Castela. Através do seu filho, Beatriz de Saboia é ascendente da família portuguesa de Vilhena.