Ben Vereen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ben Vereen
Nome completo Benjamin Augustus Middleton
Nascimento 10 de outubro de 1946 (70 anos)
Laurinburg, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Ocupação ator, dançarino, cantor
Tonys
Melhor Ator Pippin (1973)

Ben Vereen (nome de batismo: Benjamin Augustus Middleton; Laurinburg, 10 de outubro de 1946) é um ator, bailarino e cantor norte-americano, mais conhecido por seu trabalho nos musicais da Broadway.

Participou de diversos musicais de sucesso nos palcos, como Hair, Charity, Meu Amor, Jesus Cristo Superstar e Chicago, conseguindo visibilidade internacional em 1979, com um dos principais papéis de All That Jazz, ao lado de Roy Scheider e Jessica Lange, o filme de Bob Fosse premiado no Festival de Cannes.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Vereen foi nomeado para o Tony Award por Jesus Cristo Superstar em 1972, vindo a ganhá-lo no ano seguinte por seu papel em Pippin, dirigido por Bob Fosse,[1] e fez vários one-man show nos palcos nas décadas seguintes.

Cinema e televisão[editar | editar código-fonte]

Seus principais trabalhos no cinema foram em Funny Lady (1975), com Barbra Streisand e All That Jazz. Na televisão, ele participou de diversas séries como The Fresh Prince of Bel-Air, fazendo o pai de Will Smith, Star Trek: The Next Generation e The Nanny, mas seu papel mais conhecido foi o de "Chicken George" Moore na renomada série Raízes, da ABC,[1] premiada com nove Prêmios Emmy e um Globo de Ouro em 1977.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Tendo crescido e estudado em Miami e em Nova York, no fim dos anos 60, ao fazer a petição para obter um passaporte, Vereen descobriu ser filho adotivo. Sua certidão de nascimento assinalava que ele havia sido batizado como Benjamin Augustus Middleton, sua mãe biológica chamava-se Essie Middletone e ele havia nascido em Laurinburg, na Carolina do Norte.[2] Em abril de 2006, ele visitou Laurinburg com um genealogista e descobriu que sua mãe, chamada Essie May Pearson, havia morrido 24 anos antes. Segundo suas descobertas, Essie tinha saído em viagem quando ele era um bebê e o havia deixado aos cuidados de outra pessoa. Quando ela retornou, o filho havia desaparecido. Em maio de 2006, ele conheceu a filha de Essie, sua irmã, Gloria Walker, de New Haven, Connecticut.[3] Ele é o padrinho de batismo do cantor de R&B Usher.[4]

Em 1992, Vereen sofreu um acidente de madrugada na Pacific Coast Highway, na Califórnia, quando andava aturdido e apenas de calção pela estrada e foi atropelado pelo produtor musical canadense David Foster. Apesar de ser jogado a 30 metros de distância, ele sobreviveu.[5] Depois ele diria que o acidente provavelmente o tinha salvado a vida, recuperando-o dos sérios problemas com alcoolismo que ele vinha tendo após a morte da filha. Após o acidente ele precisou de fazer um longo tratamento de reabilitação para recuperar a fala.

Em 2007, foi diagnosticado com o tipo 2 de diabetes.[6]

Referências

  1. a b «Biography». tv.com. Consultado em 11 de junho de 2011 
  2. «Ben Vereen». online seats. Consultado em 11 de junho de 2011 
  3. WTNH news
  4. «Usher,His Son & Godfather Ben Vereen». Black Voices. Consultado em 11 de junho de 2011 
  5. «Review: David Foster's Hit Man -- Star Gazing in the Recording Studio». huffingtonpost. Consultado em 11 de junho de 2011 
  6. Neithercott, Tracey. «Broadway's Ben Vereen on Diabetes». Diabetes forecast. Consultado em 11 de junho de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.