Berthier (fuzil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fuzil Berthier

Uma carabina Berthier M1916 em exposição no Armémuseum
Tipo Fuzil de ação por ferrolho
Local de origem  França
História operacional
Em serviço 1890–anos 1960
Guerras Primeira Guerra Mundial
Guerra Polonesa-Soviética
Guerra Greco-Turca de 1919–1922
Guerra do Rife
Segunda Guerra Ítalo-Etíope
Guerra Civil Espanhola[1]
Segunda Guerra Mundial
Primeira Guerra da Indochina[2]
Guerra da Argélia[3]
Histórico de produção
Criador André Virgile Paul Marie Berthier
Quantidade
produzida
Mais de 2.000.000
Especificações
Peso 3,1 kg (Mle 1892 carabina)
3,6 kg (Mle 1902)
3,81 kg (Mle 1907/15)
3,25 kg (Mle 1892/M16)
4,195 kg (Mle 1907/15-M16)
3,7 kg (Mle 1907/15-M34)
Comprimento 1.306 mm
945 mm (carabinas)
1.125 mm (Mle 1902)
1.075 mm (Mle 1907/15-M34)
Comprimento 
do cano
803 mm
450 mm (carabinas)
635 mm (Mle 1902)
570 mm (Mle 1907/15-M34)
Cartucho 8×50mmR Lebel
7,5×54mm (Mle 1907/15-M34)
Ação Ação por ferrolho
Velocidade de saída 701 m/s
637 m/s (carabina)
850 m/s (Mle 1907/15-M34)
Sistema de suprimento Carregador fixo, alimentado por um clipe em bloco de 3 ou 5 munições

Os fuzis e carabinas Berthier eram uma família de armas de ação por ferrolho em 8mm Lebel, usadas no Exército Francês e nas forças coloniais francesas, desde a década de 1890 até o início da Segunda Guerra Mundial (1940). Após a introdução do fuzil Lebel em 1886, o Exército Francês queria uma carabina de repetição usando a mesma munição que o Lebel para substituir sua carabina de tiro único baseada no fuzil Gras. Na época, muitos exércitos baseavam suas carabinas em seu modelo de fuzil padrão, no entanto, o carregador de tubo do fuzil Lebel tornava difícil seguir essa abordagem. O Carabine de Cavalerie Modèle 1890 abordou esse problema combinando a ação do Lebel modificada com um carregador alimentado por um clipe em bloco.[4] Com sua introdução bem-sucedida na cavalaria, o Berthier passaria a ser produzido em muitas versões diferentes de carabina e fuzil de comprimento completo.[5]

Usuários[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «spanishcivilwar1» 
  2. Windrow, Martin (15 de novembro de 1998). The French Indochina War 1946–54. Col: Men-at-Arms 322. [S.l.]: Osprey Publishing. p. 41. ISBN 9781855327894 
  3. «L'armement français en A.F.N.». Gazette des Armes (220). Março de 1992. pp. 12–16 
  4. «Modele 1890 Berthier Cavalry Carbine». Forgotten Weapons. 14 de julho de 2017. Cópia arquivada em 15 de novembro de 2017 
  5. «Berthier Carbine and Rifle Info». Milsurps.com. 28 de janeiro de 2009. Cópia arquivada em 15 de novembro de 2017 
  6. Deszczyński, Marek Piotr (1997). «Eksport Polskiego Sprzętu Wojskowego Do Hiszpanii Podczas Wojny Domowej 1936-1939.». Kwartalnik Historyczny. 104. pp. 106–110 
  7. Howson, Gerald (novembro de 1999). Arms for Spain. Nova Iorque: St. Martin's Press. pp. 259–77. ISBN 978-0312241773 
  • Claude Lombard, "La manufacture Nationale de Chatellerault",1987, Brissaud a Poitiers, ISBN 2-902170-55-6
  • Bruce N. Canfield, US Infantry Weapons of the First World War, Copyright Bruce N. Canfield 2000, Andrew Mowbray, Inc- publisher ISBN 0-917218-90-6, Páginas 95-98

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Berthier (fuzil)
Este artigo relativo a armas de fogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.