Black House

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Black House ("Casa Negra") era uma residência vitoriana que ocupava o número 6114 da California St. em San Francisco, Califórnia, nos Estados Unidos da América. Embora algumas pessoas refiram-se à construção como "mansão", fotografias tiradas dela pouco antes de sua demolição demonstram que era apenas uma residência familiar de tamanho mediano, consideravelmente menor do que os dois pequenos edifícios de apartamentos em ambos os lados da propriedade.

A casa foi usada por Anton LaVey como sede de sua Igreja de Satã de 1966 até sua morte em 1997. LaVey ministrou seminários e rituais satânicos na casa; um dos mais notórios de tais rituais foi o batismo satânico de sua filha Zeena Schreck em 1967, pontuado por LaVey pronunciando as palavras "Salve Satã!" sobre o corpo despido de uma sacerdotisa que servia como "Altar Satânico".

Cerimônias públicas foram realizadas na casa até 1972. LaVey perdeu a posse da casa em 1991 como parte de um acordo legal após sua separação de Diane Hegarty, mas foi permitido que LaVey residisse na Black House até sua morte.

Após a morte de LaVey, membros da Igreja de Satã tentaram sem sucesso levantar fundos para recomprar a casa, que foi finalmente demolida em 17 de outubro de 2001. Em maio de 2006, um condomínio começou a ser construído no local. Em janeiro de 2008, foi noticiado que os três imóveis do mesmo estavam à venda.[1]

Portal A Wikipédia possui o
Portal do Ocultismo

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.