Bomba eletromecânica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde junho de 2015). Ajude e colabore com a tradução.
Uma reconstituição da Bomba eletromecânica no museu de Bletchley Park. Concluída em 2007,[1] ela foi oficialmente acionada pelo Príncipe Edward em 17 de Julho de 2008, e em 2009, foi feita uma demonstração prática do seu uso.[1]

A bomba eletromecânica, ou em inglês simplesmente "Bombe" foi a designação de um equipamento eletromecânico utilizado pelos criptologistas britânicos para auxiliar na decodificação das mensagens secretas alemãs criptografadas pela máquina "Enigma", durante a Segunda Guerra Mundial.

O exército e a marinha norte-americanos produziram estas máquinas com o mesmo objetivo, porém com uma estrutura diferente e aperfeiçoada.[2] [3] [4]

Histórico[editar | editar código-fonte]

O desenho inicial da Bombe foi produzido em 1939 na Government Code and Cypher School (GC&CS) em Bletchley Park por Alan Turing,[5] tendo sofrido um importante refinamento por Gordon Welchman em 1940.[2] O projeto de engenharia e a construção ficaram sob a responsabilidade de Harold Keen da British Tabulating Machine Company. Ela foi resultado do desenvolvimento substancial de um dispositivo criado em 1938 na Polônia no Biuro Szyfrów (Birô de Cifras) pelo criptologista Marian Rejewski, que ficou conhecida por "Bomba criptológica" (em polaco: bomba kryptologiczna).

A Bombe foi projetada com a intenção de descobrir algumas das configurações da máquina "Enigma" nas várias redes de telecomunicações militares da Alemanha, especificamente as configurações dos seus rotores quando em uso, posições de início, palavras chave para o processo de criptografia e a posição de alguns dos fios em seus respectivos contatos.[6] [7] [8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Rebuilding the British Bombe Bombe Breaking the Enigma cipher Crypto Museum. Visitado em 03/06/2015.
  2. a b Welchman, Gordon. The Hut Six story: Breaking the Enigma codes. Cleobury Mortimer, Inglaterra: M&M Baldwin, 1982. ISBN 9780947712341 Página visitada em 03/06/2015.
  3. Wilcox, Jennifer. Solving the Enigma: History of the Cryptanalytic Bombe. [S.l.]: National Security Agency.
  4. Wenger, J. N.. Solving the Enigma: History of the Cryptanalytic Bombe. [S.l.]: National Security Agency. Capítulo: Appendix II. ,
  5. Smith, Michael. Station X: The Codebreakers of Bletchley Park. Londres: Pan Books, 1998. ISBN 978-0-330-41929-1
  6. Budiansky, Stephen. Battle of wits: The Complete Story of Codebreaking in World War II. [S.l.]: Free Press, 2000. ISBN 978-0-684-85932-3
  7. Sebag-Montefiore, Hugh. Enigma: The Battle for the Code. Londres: Weidenfeld & Nicolson, 2000. ISBN 978-0-297-84251-4
  8. Carter, Frank. In: Milton Keynes. From Bombe 'stops' to Enigma keys. [S.l.]: Bletchley Park Trust.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bomba eletromecânica


Ícone de esboço Este artigo sobre Criptografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.