Marian Rejewski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marian Rejewski durante a II Guerra Mundial

Marian Adam Rejewski ((sound ['marjan re'jefski]; 16 de agosto de 1905 - 13 de fevereiro de 1980), foi um matemático e criptoanalista polaco (polonês) que esteve na origem da descoberta da descodificação da Máquina Enigma na década de 1930.

No inícios da década, o Biuro Szyfrów, departamento de cifras e códigos dos serviços secretos da Polónia, detetara que os novos códigos alemães não eram como os anteriores, e que colocavam exclusivamente problemas matemáticos de combinatória puramente mecânica. O Biuro Szyfrów decidiu então contratar matemáticos, entre eles Marian Rejewski. Rejewski deteta as primeiras falhas da Enigma, permitindo construir as primeiras "bombas" (uma "bomba" é um autómato que permite decifrar, por tentativa e erro, mensagens processadas na máquina Enigma).

Obrigado a deixar o seu país aquando da invasão nazi de 1939, consegue fugir para França, e depois para Inglaterra, onde serve a causa aliada num gabinete de decifração em Boxmoor. Não se sabe porque nunca foi colocado no centro de criptoanálise de Bletchley Park. É Alan Turing quem prossegue os seus trabalhos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

{{NF|1905|1980|Rejewski, Marian]]