Marian Rejewski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marian Rejewski
Marian Rejewski durante a Segunda Guerra Mundial
Nascimento 16 de agosto de 1905
Bydgoszcz, Império Alemão
Morte 13 de fevereiro de 1980 (74 anos)
Varsóvia, República Popular da Polônia
Campo(s) Matemática

Marian Adam Rejewski ((sound ['marjan re'jefski]; Bydgoszcz, Império Alemão, 16 de agosto de 1905Varsóvia, República Popular da Polônia, 13 de fevereiro de 1980) foi um matemático e criptoanalista polaco (polonês) que esteve na origem da descoberta da descodificação da Máquina Enigma na década de 1930.

No inícios da década, o Biuro Szyfrów, departamento de cifras e códigos dos serviços secretos da Polónia, detetara que os novos códigos alemães não eram como os anteriores, e que colocavam exclusivamente problemas matemáticos de combinatória puramente mecânica. O Biuro Szyfrów decidiu então contratar matemáticos, entre eles Marian Rejewski. Rejewski detecta as primeiras falhas da Enigma, permitindo construir as primeiras "bombas" (uma "bomba" é um autómato que permite decifrar, por tentativa e erro, mensagens processadas na máquina Enigma).

Obrigado a deixar o seu país aquando da invasão nazi de 1939, consegue fugir para França, e depois para Inglaterra, onde serve a causa aliada num gabinete de decifração em Boxmoor. Não se sabe porque nunca foi colocado no centro de criptoanálise de Bletchley Park. É Alan Turing quem prossegue os seus trabalhos.

Está sepultado no Cemitério de Powązki em Varsóvia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.