Boris Nemtsov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Boris Nemtsov
Nascimento 9 de outubro de 1959
Sóchi
Morte 27 de fevereiro de 2015 (55 anos)
Moscovo
Sepultamento Cemitério Troyekurovskoye
Cidadania União Soviética, Rússia
Cônjuge Raisa Nemtsova
Filho(s) Schanna Borissowna Nemzowa
Ocupação político, físico, estadista, membro da Duma Estatal
Prêmios
  • Medal of the Order "For Merit to the Fatherland" II class (1995)
  • Order of Holy Prince Daniel of Moscow (1996)
  • Order of Prince Yaroslav the Wise, 5th class (Viktor Yushchenko, 2006)
  • Russian Federation Presidential Certificate of Gratitude (1996)
  • Medal "For Strengthening of Brotherhood in Arms" (2001)
  • Order of Liberty (Petro Poroshenko, 2015)
Religião Igreja Ortodoxa Russa
Causa da morte Perfuração por arma de fogo
Página oficial
https://nemtsov.ru
Assinatura
Signature of Boris Nemtsov.jpg

Boris Yefimovich Nemtsov (em russo Борис Ефимович Немцов; Sóchi, 9 de outubro de 1959 - Moscou, 27 de fevereiro de 2015) foi um físico e político liberal russo. Esteve envolvido na introdução de reformas na economia russa pós-soviética.[1] Nos anos 1990, sob o Presidente Boris Yeltsin, foi o primeiro governador do Oblast de Nijni Novgorod (1991-97). Mais tarde, foi Ministro dos Combustíveis e Energia (1997), Vice Primeiro-Ministro da Rússia e membro do Conselho de Segurança de 1997 a 1998. Em 1998, fundou o movimento Jovem Rússia. Em 1998, foi um dos fundadores da coligação Causa Direita e, em 1999, da União das Forças de Direita, um bloco eleitoral que depois se tornou um partido político.[2] Nemtsov foi também membro do Congresso dos Deputados do Povo (1990), do Conselho da Federação (1993-97) e da Duma Federal (1999-2003).[3]

A partir de 2000 até sua morte, foi um crítico declarado do governo de Putin como um regime cada vez mais autoritário e antidemocrático, destacando a especulação e os desvios de recursos generalizados, antes dos Jogos Olímpicos de Sochi, e a interferência política e o envolvimento militar da Rússia na Ucrânia.[4][5] Depois de 2008, Nemtsov publicou extensos relatórios sobre a corrupção no governo Putin, conectando-a diretamente ao presidente. Nemtsov foi também um ativo organizador e participante das Marchas dos Dissidentes, da série de protestos denominada Estratégia-31 e dos protestos de 2011-2013.

Boris Nemtsov foi assassinado em 27 de fevereiro de 2015, ao lado de sua parceira ucraniana Anna Durytska, numa ponte perto do Kremlin, em Moscou,[6][7][8][9] com quatro tiros disparados pelas costas.[10] Naquele dia, ele estava em Moscou participando da organização de um protesto contra a intervenção militar russa na Ucrânia e contra a crise financeira russa. Paralelamente, Nemtsov preparava um relatório sobre a participação de tropas russas na luta dos rebeldes pró-russos, no leste da Ucrânia, o que o Kremlin vinha negando.[11] Nas semanas anteriores à sua morte, ele expressara o temor de que Putin o mandasse matar. [12][13]

No final de junho de 2017, cinco homens procedentes da Chechênia foram julgados em um tribunal de Moscou, acusados de terem assassinado Nemtsov em troca de 15 milhões de rublos (US$253.000). O júri os considerou culpados. A identidade do mandante do crime, porém, não é oficialmente conhecida.[14]

Desde a primeira eleição do presidente Vladimir Putin, Nemtsov se tornara um dos maiores críticos do chefe do Kremlin.[15][16] Poucas horas antes de sua morte, numa entrevista, ele voltara a denunciar a ineficiência e a corrupção no governo, além de expressar fortes críticas à política russa na Ucrânia.

Referências

  1. Birnbaum, Michael; Branigan, William (28 de fevereiro de 2015). «Putin critic, Russian opposition leader Boris Nemtsov killed in Moscow». The Washington Post. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2019 
  2. União das Forças de Direita, finslab.com
  3. Boris Nemtsov denunciava corrupção do governo Putin e atuação russa na Ucrânia, rfi, 28 de fevereiro 2015.
  4. Собчак: Немцов собирался опубликовать доклад об участии российских военных в войне на Украине (em russo). RosBalt. 28 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2018 
  5. Putin Critic Boris Nemtsov Shot Dead Arquivado 2015-05-02 no Wayback Machine, NPR.org, 27 February 2015.
  6. «Boris Nemtsov, um dos principais opositores de Putin, abatido a tiro na rua». Público. 28 de fevereiro de 2015. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 
  7. Catarina Fernandes Martins. «Político da oposição Boris Nemtsov morto a tiro em Moscovo». Observador. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 
  8. Zimmerman, Malia (4 March 2015). "Crossing the Kremlin: Nemtsov latest in long line of Putin critics to wind up dead" Arquivado 2015-03-07 no Wayback Machine, Fox News.
  9. Amos, Howard; Millward, David (27 de fevereiro de 2015). «Leading Putin critic gunned down outside Kremlin». The Telegraph. London. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2019 
  10. Kramer, Andrew E. (27 February 2015) "Boris Nemtsov, Putin Foe, Is Shot Dead in Shadow of Kremlin" Arquivado 2019-07-28 no Wayback Machine, The New York Times.
  11. Birnbaum, Michael; Branigan, William (28 de fevereiro de 2015). «Putin critic, Russian opposition leader Boris Nemtsov killed in Moscow». Washington Post. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2019 
  12. «Борис Немцов: Боюсь того, что Путин меня убьет». Sobesednik. 10 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 16 de outubro de 2019 
  13. «Russia opposition politician Boris Nemtsov shot dead». BBC News. 27 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 23 de junho de 2019 
  14. «Фигуранты дела об убийстве Немцова осуждены на сроки от 11 до 20 лет». РАПСИ (em russo). 13 de julho de 2017 
  15. Patrícia Viegas (27 de fevereiro de 2015). «Boris Nemtsov, ex-vice-primeiro-ministro russo e crítico de Putin, morto a tiro em Moscovo». DN O Globo. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 
  16. «Rússia: Opositor Boris Nemtsov assassinado em Moscovo». Euronews. 27 de fevereiro de 2015. Consultado em 28 de fevereiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.