Bosley Crowther

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bosley Crowther
Nome completo Francis Bosley Crowther Jr.
Nascimento 13 de julho de 1905
Lutherville, Condado de Baltimore, Maryland
Morte 7 de março de 1981 (75 anos)
Mount Kisco, Condado de Westchester, Nova York
Nacionalidade norte-americano
Cônjuge Florence Marks (1933-1981)
Ocupação Jornalista, autor e crítico de cinema

Bosley Crowther (Lutherville, 13 de julho de 1905 — Mount Kisco, 7 de março de 1981) foi um jornalista e autor norte-americano que atuou como crítico de cinema do The New York Times durante 27 anos.[1] Seus comentários e artigos ajudaram a moldar as carreiras de atores, diretores e roteiristas, apesar de que, as vezes, eram interpretados como desnecessários. Crowther foi um defensor dos filmes de língua estrangeira em 1950 e 1960, em particular os de Roberto Rossellini, Vittorio De Sica, Ingmar Bergman e Federico Fellini.[1]

Referências

  1. a b Robert D. McFadden (8 de março de 1981). «Bosley Crowther, 27 Years a Critic of Film for Times, is Dead at 75». The New York Times. Consultado em 5 de maio de 2015. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.