Brasoft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brasoft
Razão social Brasoft Produtos de Informática Ltda.
Pi Editora Ltda.
Sociedade limitada
Atividade Software
Fundação 1984
Fundador(es) Paulo Milliet Roque
Encerramento 2004
Sede São Paulo, Brasil
São Caetano do Sul
Área(s) servida(s)  Brasil
Locais Rio de Janeiro
Fortaleza
Presidente Paulo Milliet Roque
Empregados >70 (1996)
Produtos Distribuição e desenvolvimento de jogos eletrônicos
Divisões Brasoft Rio
Brasoft Nordeste
Website oficial BraSoft[nota 1]

A Brasoft (também grafado como BraSoft) foi uma desenvolvedora e distribuidora de jogos eletrônicos e programas brasileira.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A BraSoft foi fundada em 1984 por Paulo Milliet Roque[1][2], e seu objetivo inicial era traduzir e adaptar software estrangeiro para o mercado brasileiro.[1] Seu primeiro produto foi um processador de texto chamado WordStar, que era totalmente em português, incluindo sua caixa e manuais. Em 1986, a empresa conseguiu alcançar 50% do mercado brasileiro de processadores de texto.[3]

A BraSoft foi a primeira distribuidora brasileira a ter suas instalações e suas atividades comerciais totalmente integradas em rede local. Com a experiência adquirida na área de implantação de redes Ethernet no Brasil, a empresa realizou mais de cem apresentações deste produto para grandes empresas.[3] Em 1988, a BraSoft lança no Brasil o utilitário PC Tools, da Central Point Software, e passa a distribuir o Flow Charting, da Patton & Patton Software.[3]

Durante os anos de 1989 e 1990, a empresa lança no Brasil o software de editoração eletrônica Ventura Publisher, da Xerox Corporation, assim como publica mais de 30 títulos de jogos eletrônicos (todos com manuais em língua portuguesa) de grandes empresas, como Maxis, LucasArts, Electronic Arts e MicroProse.[3] Em 1991, a Brasoft participa da quinta edição da Fenasoft (Feira Nacional do Software), conseguindo comercializar duas mil unidades de softwares no evento.[3] Oito anos após seu lançamento, o WordStar alcança a marca de 62% do mercado de processadores de texto para DOS no Brasil.[3]

Em 1993, a empresa lança no mercado brasileiro os primeiros jogos em CD-ROM durante a sétima edição da Fenasoft. Nesse mesmo período lançam no mercado os produtos da SoftKey e, posteriormente, a linha de produtos Main Street da WordPerfect Corporation e os produtos da série Microsoft Home, da Microsoft, além de uma série de títulos educativos.[3] Em 1995, a BraSoft lança pela primeira vez um jogo simultaneamente com os Estados Unidos, sendo ele o jogo Star Wars: Dark Forces, da LucasArts. Ainda nesse mesmo ano, lança o primeiro título infantil totalmente dublado em português, o Achados & Perdidos, da GTE Entertainment, e publica o primeiro jogo legendado em português: Full Throttle, da LucasArts.[4][3]

Em 1996, a empresa lança os dois primeiros jogos para Macintosh legendados para o português: Star Wars: Rebel Assault II e The Dig, ambos da LucasArts.[3] Abriu filiais no Rio de Janeiro e em Fortaleza, com os nomes de BraSoft Rio e BraSoft Nordeste, respectivamente.[3]

Sua sede era na cidade de São Paulo, e em 1997 seu escritório possuía 70 funcionários, sendo ao menos 80% deles dedicados ao marketing e à comercialização de seus produtos.[1]

Em 1998 a empresa vendeu seus direitos autorais e as suas marcas para a "Pi Editora", com sede em São Caetano do Sul. O nome BraSoft continuou a ser utilizado pela Pi Editora em seus produtos.

Em 2003, a Pi Editora, usando a marca BraSoft, juntou-se à Green Land Studios para a produção de jogos nacionais.[5]

Em 2004 a Pi Editora encerrou as suas atividades de edição e publicação de jogos.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Notas[editar | editar código-fonte]

  1. A ligação para esta página está inativa, mas é possível vê-la na biblioteca digital de sites da internet do site Wayback Machine.

Referências

  1. a b c d «Perfil da Empresa». BraSoft. Consultado em 16 de abril de 2011. Arquivado do original em 8 de julho de 1997 
  2. «Paulo Milliet Roque - LinkedIn» (em inglês). LinkedIn. Consultado em 16 de abril de 2011 
  3. a b c d e f g h i j «Histórico da BraSoft». BraSoft. Consultado em 16 de abril de 2011. Arquivado do original em 8 de julho de 1997 
  4. Liskauskas, Suzana (12 de junho de 1995). Caderno "Informáticaetc.". «Motoqueiros 'heavy metal' a serviço do bem» (requer pagamento). Rio de Janeiro. O Globo. 70 (22482). 38 páginas. Consultado em 1 de setembro de 2015 
  5. Mesquita, Renata (13 de março de 2003). «INFO Online - Plantão Info - Brasoft produzirá games nacionais in house (13/03/2003)». INFO Online. Consultado em 16 de abril de 2011 


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.