Brotas (Mora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Portugal Brotas 
  Freguesia  
Brotas
Brotas
Brasão de armas de Brotas
Brasão de armas
Brotas está localizado em: Portugal Continental
Brotas
Localização de Brotas em Portugal
Coordenadas 38° 52' 23" N 8° 09' O
País Portugal Portugal
Região Alentejo
Sub-região Alentejo Central
Província Alto Alentejo
Concelho MOR.png Mora
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente António Manuel de Matos Salgueiro (PCP-PEV)
Área
 - Total 83,15 km²
População (2011)
 - Total 451
    • Densidade 5,4 hab./km²
Sítio [1]

Brotas é uma freguesia portuguesa do concelho de Mora, na região do Alentejo, com 83,15 km² de área e 451 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 5,4 h/km².

Esta freguesia constituiu até 1834 o concelho de Águias, que recebeu foral em 1520. A sede deste concelho foi inicialmente a povoação de Águias, tendo passado no final do século XVIII para a actual povoação de Brotas. Tinha, em 1801, 529 habitantes.

História; património[editar | editar código-fonte]

Brotas é uma freguesia do Concelho de Mora próxima do rio Divor e que dista aproximadamente 11km da sede concelhia. Tem uma área de 83,15 km2 e, em 2011, contava um total de 451 habitantes. Esta freguesia constituiu o Concelho de Águias (até 1834), tendo passado a sua sede da povoação de Águias para Brotas no final do século XVIII.[1]

Em data anterior a 1424 foi erguida neste local uma ermida dedicada a Nossa Senhora (que, segundo a lenda, aí teria aparecido a um pastor e realizado um milagre), culto que se acentuou nas centúrias seguintes, determinando a ampliação do templo original e a criação de um núcleo urbano adjacente, dando origem ao Santuário de Nossa Senhora das Brotas. O declínio da vila das Águias ocorreu progressivamente, à medida que o lugar de Brotas se ia tornando uma povoação mais importante, levando a que, em 1535, o Cardeal-infante D. Afonso, Bispo de Évora, lhe concedesse independência eclesiástica, transferindo a sede paroquial de Águias para Brotas.[1]

Em frente ao templo estende-se a Rua da Igreja, cujas edificações de dois pisos foram erguidas como hospedaria para as várias confrarias de fiéis. Muitas dessas casas ainda hoje apresentam as lápides das confrarias respetivas (como a de Setúbal, Mora, Lavre, Cabeção ou Cabrela). Esta é a parte da aldeia a que o povo chama de “Aldeia Velha”. A partir da primeira Guerra Mundial, os proprietários de uma herdade fronteira à “Aldeia Velha”, formaram uma outra aldeia a que os moradores chamaram de “Aldeia Nova”.[1]

O Concelho das Águias ou Brotas foi extinto em 1834 e anexado ao de Mora. Quando o de Mora foi extinto em 1855, Brotas passou para o de Montemor-o-Novo, onde se manteve até 1861, ano em que o Concelho de Mora foi restaurado.[1]

Património[editar | editar código-fonte]

Brotas integra conjuntos arquitetónicos de elevado valor patrimonial:

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Brotas [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
478 520 642 652 688 787 1 005 1 146 1 179 1 177 876 755 654 543 451

Nos censos de 1864 a 1930 denominava-se Águias ou Brotas. Pelo decreto-lei nº 27 424, de 31/12/1936, passou a ter a actual designação

Referências

  1. a b c d «Brotas, Descrição Histórica». Câmara Municipal de Mora. Consultado em 6 de maio de 2018 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Brotas (Mora)
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Brotas (Mora)