Código de máquina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Todo computador possui um conjunto de instruções que seu processador é capaz de executar. Essas instruções, chamadas de código de máquina, são representadas por sequências de bits, normalmente limitadas pelo número de bits do registrador principal da CPU. Esse código é chamado de código binário. São formados por 0 e 1.[1]

As instruções correspondem a sequências muito simples de operações, como transferir um dado em memória para a CPU ou somar dois valores e são normalmente interpretadas por microcódigo.

Um programa em código de máquina consiste de uma sequência de números que significam uma sequência de instruções a serem executadas. É normal a representação da linguagem de máquina por meio de números (opcodes) constantes e variáveis em sistema binário ou sistema hexadecimal. Alguns computadores também têm seu opcodes representados no sistema octal.

Microprocessadores têm, normalmente, seus códigos de operação como múltiplos de 2, 8 e 16, pois usam arquiteturas com registradores de 8, 16, 32, 64 ou 128 bits em 2006. Porém, existem máquinas com registradores de tamanho diferente.

Os programas de computador raramente são criados em linguagem de máquina, mas devem ser traduzidos (por compiladores) para serem executados diretamente pelo computador. Existe a opção, em voga atualmente, de não executá-los diretamente, mas sim por meio de um interpretador, esse sim rodando diretamente em código de máquina e previamente compilado.

Visualização de programas em linguagem de máquina[editar | editar código-fonte]

Estes números não podem ser vistos num editor de texto, ou, caso se tente ver parecem apenas um texto sem significado devido à existência de caracteres de controle. Abaixo pode-se ver o que é mostrado ao se abrir um código de máquina de um PC com um editor de texto:

MZÀ�$Pÿv�èŠÿ]Ë3ÀP¸�F�
ë�ƒF��¸�< uè2Àëä�Àt�Bª
Àu�C†à2Àùã�¬I,"t��"<\u�€<"u�¬I�öАé�îY�Ê.Ž�t�‰�”�C�Û�Û‹ô‹ì+ërâ‹å‰.–�Œ�˜�ã�‰v¸�vüÿv�
ÿv��èÅ�ƒÄ�ÿvþÿvü�èüêYY‹V�‹F�ë�Rÿvþÿvü�èWíƒÄ�‹å]ËU‹ìƒìHVW‹~�‹F�‰Fþ�Àu
´�Í!´3Àé•Š�˜‹ØŠ‡Ïn

Pode-se editar o código de máquina usando editores hexadecimais, como por exemplo o "debug" que roda sobre o DOS do Windows. Com estes programas pode-se ver o código não em binário, mas em hexadecimal, como mostrado abaixo nesta captura da tela do DOS com o debug aberto editando o programa "v.exe": (tecla-se ? para comandos e d para dump)

C:\Utility>debug v.exe
-d 0 100
0E3D:0000  CD 20 FF 9F 00 9A F0 FE-1D F0 4F 03 F0 07 8A 03   . ........O.....
0E3D:0010  F0 07 17 03 F0 07 DF 07-01 01 01 00 02 FF FF FF   ................
0E3D:0020  FF FF FF FF FF FF FF FF-FF FF FF FF BD 0D 4C 01   ..............L.
0E3D:0030  D0 0C 14 00 18 00 3D 0E-FF FF FF FF 00 00 00 00   ......=.........
0E3D:0040  05 00 00 00 00 00 00 00-00 00 00 00 00 00 00 00   ................
0E3D:0050  CD 21 CB 00 00 00 00 00-00 00 00 00 00 20 20 20   .!...........
0E3D:0060  20 20 20 20 20 20 20 20-00 00 00 00 00 20 20 20           .....
0E3D:0070  20 20 20 20 20 20 20 20-00 00 00 00 00 00 00 00           ........
0E3D:0080  00 0D 76 2E 65 78 65 0D-44 4F 57 53 5C 73 79 73   ..v.exe.DOWS\sys
0E3D:0090  74 65 6D 33 32 5C 64 6F-73 78 0D 0D 64 61 20 72   tem32\dosx..da r
0E3D:00A0  65 64 65 20 28 63 61 72-72 65 67 61 72 20 61 6E   ede (carregar an
0E3D:00B0  74 65 73 20 64 6F 20 64-6F 73 78 2E 65 78 65 29   tes do dosx.exe)

No exemplo acima é mostrado à esquerda o endereço da memória (segmento:offset), ao centro o código em hexadecimal e à direita como seria o texto em ASCII. Mais eficiente do que tudo isso seria conseguir um programa dedicado para manipulação de código de máquina.

Programação em código de máquina[editar | editar código-fonte]

Para se programar em código de máquina, deve-se obter os códigos de instruções do processador utilizado, contendo opcodes, operandos e formatos de cada instrução.

Por esse motivo, foi criada uma linguagem de programação chamada linguagem de montagem (Assembly Language), composta de códigos mnemônicos que, do ponto de vista técnico, é tão próxima do processador quanto o código de máquina, mas é humanamente mais fácil de se compreender uma vez que seus códigos são geralmente acrônimos do inglês. Por exemplo ´mov´ de mover, ´rep´ de repetição e assim por diante.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.