Caja de Extremadura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Caja de Extremadura
Balcão da Caja de Extremadura em Cáceres
Tipo Fundação
Indústria Banca e Seguros
Fundação 19 de julho de 1990
Sede Flag of Spain.svg Espanha Cáceres
Área(s) servida(s) Estremadura, Madrid, Castela e Leão, Andaluzia, Castela-Mancha e Catalunha
Presidente Jesus Medina Ocaña (2008)[1]
Vice-presidente Nicasio Lopez Bote, Ladislao Garcia Galindo (2008)[1]
Empregados 1 194 (2008)
Produtos Serviços financeiros
Valor de mercado 5 682 milhões de euros (2006)[2]
Lucro 66,9 milhões de € (2007)
Baixa53,8 milhões de € (2008)[1]
Antecessora(s) Caja de Ahorros de Cáceres e Caja de Ahorros de Plasencia
Website oficial www.cajaextremadura.es
Sede da Caja de Extremadura em Plasencia.

Caja de Extremadura (em português: Caixa da Estremadura) é a marca comercial da Caja de Ahorros y Monte de Piedad de Extremadura (em português: Caixa de Poupança e Montepio da Estremadura), uma instituição financeira espanhola que opera no setor bancário e de seguros. É a instituição finaceira mais importante da comunidade autónoma da Estremadura, a zona priviligada das suas operações. Juridicamente, é uma fundação sem fins lucrativos que tem como objetivo o desenvolvimento económico, social e cultural das zonas onde opera.[3][4]

Foi fundada em 19 de julho de 1990, resultando da fusão da Caja de Ahorros de Cáceres (fundada em 1906) e a Caja de Ahorros de Plasencia (fundada em 1911). Está inscrita com o número 4 no registo de caixas de poupança da Estremadura e no "Registro Especial de Cajas de Ahorros" do Banco de Espanha com o número 2099.

Em 2008 tinha 1 194 funcionários e 245 dependências, distribuídas pela Estremadura, Madrid, Castela e Leão, Andaluzia, Castela-Mancha e Catalunha. A sua dimensão tanto em termos de número de empregados como em volume comercial torna-a uma das instituições mais importantes da comunidade estremenha. A 31 de dezembro de 2006 o volume de ativos era de 5 682 milhões de €, o que fazia dela a 35ª instituição financeira de Espanha.

A sua área geográfica de atuação principal é a Estremadura, especialmente na província de Cáceres, já que na província de Badajoz tem a concorrência de outro banco importante da região, a Caja de Badajoz, entidade com a qual por diversas vezes se especulou uma possível fusão.[2][5]

Além da atividade comercial, a Caja de Extremadura atua também em atividades de apoio social e cultural com a sua "Obra Socio Cultural", com a qual foram gastos 19,3 milhões de euros em 2009, que foram aplicados em apoios à investigação, educação, cultura, saúde, assistência e economia social, emprego e outras atividades de carácter social ou destinadas a incentivar o desenvolvimento socioeconómico da Estremadura.[4]

Referências

  1. a b c «Búsqueda por Entidades - Caja de Ahorros y Monte de Piedad de Extremadura» (pdf) (em espanhol). Comisión Nacional del Mercado de Valores, Madrid. 2008. Consultado em 21 de fevereiro de 2010 
  2. a b Expósito, Luis (24 de agosto de 2007). «La fusión de las cajas extremeñas situaría a la nueva entidad en el puesto 25 del ránking» (em espanhol). Ediciones Digitales Hoy. Hoy Digital. www.hoy.es. Consultado em 21 de fevereiro de 2010. Cópia arquivada em 21 de fevereiro de 2010 
  3. Texto inicialmente baseado na tradução do artigo «Caja de Extremadura» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).
  4. a b «Presentación de la entidad» (pdf). w3.cajaextremadura.es (em espanhol). Caja de Extremadura. 31 de dezembro de 2009. Consultado em 21 de fevereiro de 2010 
  5. Zambrano, Juan C. (14 de novembro de 2007). «El Gobierno extremeño impulsa la constitución de una sola caja» (em espanhol). Jornal Cinco Días. Consultado em 21 de fevereiro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um banco ou instituição financeira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.