Cardiopatia congênita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cardiopatia congênita
Classificação e recursos externos
CID-10 Q20.q-Q26.q
CID-9 745-747
DiseasesDB 17017
MeSH D006330
Star of life caution.svg Aviso médico
Crystal Clear action find.png
Este artigo ainda não tem fontes. Providencie fontes fiáveis e independentes no corpo do texto, citadas em uma seção própria ou através de notas de rodapé
Crystal Clear action find.png

Cardiopatia congênita é a doença na qual há anormalidade da estrutura ou função do coração, que está presente no nascimento, mesmo que descoberta muito mais tarde.


Causas

A causa mais frequente de malformações cardíacas congénitas são diversos factores ambientais aos quais a mãe se pode expor durante a gravidez e que, ao longo da vida intra-uterina, interferem directa ou indirectamente no desenvolvimento do coração e dos grandes vasos. O efeito desta exposição é particularmente nocivo quando ocorre durante os primeiros três meses da gravidez. Os factores ambientais mais frequentes são as infecções provocadas por vários tipos de vírus (por exemplo, vírus da rubéola, coxsackievírus, citomegalovírus), a exposição aos raios X, o excessivo consumo de álcool e a administração, ao longo da gravidez, de determinados medicamentos contra-indicados.

Ocorre por uma alteração no desenvolvimento embrionário de uma estrutura cardíaca normal. As alterações do fluxo sanguíneo, resultantes desta falha podem influenciar o desenvolvimento estrutural e funcional do restante do sistema circulatório. Situações como a Síndrome de pré-excitação ventricular ou as fases iniciais de uma Cardiopatia hipertrófica, podem passar completamente despercebidas nos primeiros anos de vida e mesmo assim podem ser classificadas como cardiopatias congênitas.

Tipos de cardiopatia congênitas[editar | editar código-fonte]

É bastante grande o número de doenças nessa área. São as mais comuns:

  • Comunicação interatrial, ou CIA. Existe um defeito de fechamento do septo interatrial, permitindo a passagem do sangue do átrio esquerdo para o átrio direito.
  • Comunicação interventricular, ou CIV. O defeito ocorre entre os septos interventriculares (ventrículos esquerdo e direito).
  • Persistência do canal arterial, ou PCA. É o não-fechamento do canal arterial, estrutura normal na circulação fetal, comunicando o tronco da artéria pulmonar e a aorta.

Segue uma lista não-exaustiva das doenças desta área.

Etiologia (Origem do problema)[editar | editar código-fonte]

Aventa-se a possibilidade de radiações gama vindas do espaço poderem provocar mutações nos gametas e mal formações

[carece de fontes?]

São variadas as causas destas situações.

Prevenção[editar | editar código-fonte]

Apenas 15% das mal-formações cardíacas tem sua causa determinada. Em 85% dos casos não se identifica o motivo. Dessa maneira, em 85% das situações não há medidas preventivas. A não-exposição a possíveis agressores (como exames radiológicos), certos medicamentos (como a Talidomida) e pessoas com infecções com potencial lesão ao feto (como a rubéola) são naturalmente medidas preventivas. Existem métodos para o diagnóstico precoce, como estudo dos cromossomas de células do líquido amniótico e a ecocardiografia fetal. A detecção precoce permite um acompanhamento diferenciado da gestação e o planejamento das medidas pós-parto. a cardiopatia congênita pode ser tratada

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Os sintomas são variáveis, conforme o tipo, o grau e o tempo de evolução da doença. São sintomas comuns:

Prognóstico[editar | editar código-fonte]

O prognóstico, previsão de evolução, também é muito variável. Existem doenças que não alteram tempo ou qualidade de vida, mas existem doenças que nas quais é impossível a vida extraútero. Entre estes dois extremos há uma infinidade de nuances possíveis de apresentações clínicas e de perspectiva de vida.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O tratamento ideal é a correção do defeito estrutural. Conforme o caso, pode-se precisar de cirurgia imediata ou aguardar meses ou anos para a cirurgia. Conforme o caso, a intervenção pode ser feita intra-útero. Cada apresentação clínica tem particularidades quanto aos medicamentos ou outras medidas indicados.

Conscientização[editar | editar código-fonte]

Em alguns lugares do Brasil como São Paulo, Mato Grosso e Rio de Janeiro o dia 12 de Junho se tornou dia de Conscientização da Cardiopatia Congênita.

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

[carece de fontes?]