Carlos Augusto Viana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carlos Augusto Viana
'
Nascimento 22 de março de 1955
Fortaleza
Cidadania Brasil
Alma mater
Ocupação jornalista, escritor, poeta,
Prêmios
Empregador Universidade Federal do Ceará, Diário do Nordeste

Carlos Augusto Pereira Viana (Fortaleza - 22 de março de 1955) é um poeta, ensaísta e jornalista brasileiro, ocupa a cadeira nº 3 da Academia Cearense de Letras.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará, Mestrado Acadêmico em Letras pela Universidade Federal do Ceará e Doutorado em Educação (Núcleo de História e Memória da Educação, com tese sobre o poeta Antonio Girão Barroso) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará,

Atualmente é professor Ajunto do Departamento de Letras da Universidade Estadual do Ceará. Tem experiência na área de Jornalismo Cultural e esportivo e em Letras, com ênfase em Literatura Brasileira.

Como jornalista, trabalhou por 30 anos, no Diário do Nordeste. É membro da Academia Cearense de Letras e foi vencedor do Prêmio Osmundo Pontes, na categoria poesia, pelo livro A Báscula do Desejo, em 2003. A obra poética Côdeas, foi vencedora do prêmio Unifor de Literatura e como premiação traduzido e apresentado como livro inédito de poesias no congresso nacional americano.[3][4] Em 2018, concorreu ao prêmio Osmundo Pontes, na categoria ensaio, com o livro " A literatura Cearense através de ensaios". tendo sido vencedor.

É, também, membro da Academia de Letras e Artes do Nordeste - Núcleo Fortaleza e membro honorário da Academia Cearense de Médicos Escritores.

O poeta é filho de Carlos Alberto Vieira Viana e Maria Leirice Pereira Viana. Tem por companheira, desde 1986, a psicanalista e professora da UFC, Laéria Bezerra Fontenele.


Obras[editar | editar código-fonte]

  • Primavera Empalhada, (1982),[5]
  • Inscrições dos Lábios, (2002),
  • Drummond: A Insone Arquitetura, (2003),[6]
  • A Báscula do Desejo, (2005),[7]
  • Côdeas, (2007),
  • A literatura Cearense através de ensaios (2018)

Referências

  1. «Carlos Augusto Viana lança "A Literatura Cearense Através de Ensaios" | ROTEIRO FORTAL». ROTEIRO FORTAL. 23 de maio de 2018 
  2. Feitosa, Soares. «Jornal de Poesia - Carlos Augusto Viana». www.jornaldepoesia.jor.br. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  3. «Carlos Augusto Viana». Diário do Nordeste 
  4. Marques, Rodrigo (23 de julho de 2018). Literatura cearense : outra história. [S.l.]: Editora Dummar. ISBN 9788567333427 
  5. Viana, Carlos Augusto (1982). Primavera empalhada. [S.l.]: Nação Cariri Editora 
  6. Viana, Carlos Augusto (2003). Drummond, a insone arquitetura. [S.l.]: Editora UFC. ISBN 9788572821285 
  7. Viana, Carlos Augusto (2004). A báscula do desejo. [S.l.]: Editora UFC. ISBN 9788572821537 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.