Chapéu-de-couro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o artigo de indumentária de vaqueiros, veja chapéu de couro (indumentária).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaEchinodorus macrophyllus ou Echinodorus grandiflorus
Echinodorus macrophyllus.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Sub-reino: Tracheobionta
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Alismatales
Família: Alismataceae
Género: Echinodorus
Rich. ex Engelm. 1815
Espécie: E. macrophyllus ou E. grandiflorus
Nome binomial
Echinodorus macrophyllus ou Echinodorus grandiflorus

O chapéu-de-couro (Echinodorus macrophyllum[1] ou Echinodorus grandiflorus[2]), também conhecido pelos nomes de chá-da-campanha, erva-do-brejo e erva-do-pântano, é uma erva da família das alismatáceas. Ocorre desde o sul do México até o Brasil. Tal erva aparece em locais pantanosos, possuindo folhas coriáceas, com trinta centímetros de comprimento, flores brancas dispostas em racemos e aquênios com uma semente.

É ornamental e apropriada para aquários, tendo, ainda, uso medicinal. A infusão das folhas fornece chá laxativo. Uma pesquisa confirmou sua eficácia em casos de hipertensão.[3] Também é usado popularmente como antirreumático e diurético, contra inflamação de pele e de garganta, reumatismo, artrite e sífilis[4] e como depurador do sangue e eliminador de ácido úrico.[5]

A planta produz um rizoma do qual se extrai uma massa. Dessa massa, pode ser feito um doce, como se fosse abóbora. Este doce é muito bom como depurativo do sangue[carece de fontes?].

A planta é utilizada na produção dos refrigerantes brasileiros Mineirinho , Mate Couro e Mate Cola.

Flor da E. macrophyllus

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p. 391
  2. [1]
  3. Chapéu de Couro bom pra o coração
  4. «Echinodorus macrophyllus (Kunth) Micheli. - CHAPÉU-DE-COURO». Plantamed. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  5. Gilberto A. Peripolli Bevilaqua, Gustavo Schiedeck, Jose Ernani Schwengber (dezembro de 2007). «Identificação e tecnologia de plantas medicinais da flora de clima temperado.» (PDF). Infoteca Embrapa, página 18. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MARQUES, C. e BUTZKE, I. C. Verde que te quero verde. Coleção Meio Ambiente. Novas Ideias.