Cinco clássicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cinco Clássicos)
Ir para: navegação, pesquisa

Os Cinco Clássicos (em chinês: Wujing; 五經) são os cinco textos clássicos chineses relacionados com Confúcio. A tradição chinesa atribuiu a compilação destes textos a Confúcio.

Os Cinco Clássicos são:

Por mais de 2.000 anos, estes livros foram evocados como referências na sociedade, no governo, na literatura e na religião da China. Os estudantes chineses normalmente estudavam os curtos Quatro Livros antes de estudar os Cinco Clássicos.

Os Cinco Clássicos foram ensinados desde 136 a.C., quando o Confucianismo se tornou a ideologia de estado na China, até aos princípios do século XX. O domínio dos textos era requerido por qualquer letrado chinês para poder acessar a qualquer emprego na vasta burocracia governamental, através dos exames imperiais. Após 1950 somente alguns textos foram ensinados nas escolas públicas.

Ver também[editar | editar código-fonte]