Concerto para piano n.º 5 (Beethoven)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
"Concerto para piano n.º 5"
Composição Ludwig van Beethoven
Andamentos

O Concerto para piano n.º 5 em Mi bemol maior, Op. 73 de Ludwig van Beethoven, popularmente conhecido como Concerto do Imperador, foi o ultimo concerto para piano de Beethoven. Foi escrito entre 1809 e 1811 em Viena, e foi dedicado ao Arquiduque Rudolf, patrono de Beethoven. A primeira apresentação aconteceu em novembro de 1811 em Leipzig tendo como solista Friendrich Schneider. O concerto tem duração de aproximadamente 40 minutos.[1]

Instrumentação[editar | editar código-fonte]

o concerto foi orquestrado para um piano solo, duas flautas, dois oboés, duas clarinetes em Si bemol, dois Fagotes, duas trompas, dois trompetes, tímpanos em mi bemol e si bemol, e cordas.

Movimentos[editar | editar código-fonte]

O Concerto está estruturado em três movimentos, marcados como:

  1. Allegro em Mi bemol maior
  2. Adagio un poco mosso em Si maior
  3. Rondó: Allegro ma non troppo em Mi bemol maior

Assim como outros concertos de Beethoven compostos nesse período, o primeiro movimento deste concerto é relativamente longo, com a duração de aproximadamente 20 minutos.

Referências

  1. Michael Steinberg (1998). «The Concerto: A Listener's Guide». Oxford University Press. Consultado em 14 de agosto de 2017