Confederação Internacional do Trabalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Confederação Internacional do Trabalho
(CIT/ICL)
Tipo Sindicalismo revolucionário e Anarcossindicalismo
Fundação 2018 (4 anos)
Filiação Confederação Internacional do Trabalho - CIT/ICL
Sítio oficial www.iclcit.org

A Confederação Internacional do Trabalho (CIT/ICL), em espanhol Confederación Internacional del Trabajo e em inglês International Confederation of Labour, é uma confederação sindical internacional composta por organizações de orientação sindicalista revolucionária e anarco-sindicalistas.[1] A CIT foi fundada em maio de 2018 em Parma, com participantes de dezesseis nações e regiões.[1] A maioria dos sindicatos membros da Internacional são ex-membros da Associação Internacional de Trabalhadores (IWA-AIT), que rachou em 2016.[2][3]

Objetivos[editar | editar código-fonte]

O primeiro objetivo da CIT é permitir que seus sindicatos compartilhem a organização de novas táticas e estratégias.[4] Por exemplo, a organização de "greves selvagens, bloqueios de estradas e outros meios de resistência imaginativa".[1] Mais especificamente, podemos citar a experiência da greve de presos organizada pelo Comite de Organização dos Trabalhadores Encarcerados (IWOC) do IWW. Neste ponto, a CIT está buscando expandir seus membros para incluir o Oriente Médio, América Central, América do Sul e Norte da África.[5]

Os sindicatos que participaram da fundação da Confederação em Parma em 13 de maio de 2018 são principalmente sindicatos anteriormente pertencentes à AIT, como CNT, USI e FAU,[3] mas também sindicatos pertencentes à Coordenação Vermelho e Negra, como IP e VER.[6][7]

País União Status Acrônimo
Espanha Confederación Nacional del Trabajo Membro CNT
Itália Unione Sindacale Italiana Membro UTI
Estados Unidos e Canadá Trabalhadores Industriais do Mundo Membro IWW
Grécia Eλευθεριακή Συνδικαλιστική Ενωση Membro ESE
Argentina Federación Obrera Regional Argentina Membro PARA
Polônia Iniciativa dos Trabalhadores/Inicjatywa Pracownicza Membro IP
Alemanha Freie Arbeiterinnen- und Arbeiter-Union Membro FAU
França Confederação Nacional do Trabalho Observador CNT-F
Brasil Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil Observador FOB
Bélgica e Holanda Vrije Bond Observador VB
Alemanha Gefangenengewerkschaft/Bundesweite Organisation Observador GG / BO
Reino Unido United Voices of the World Observador UVW


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c «Independent unions found new Global Union Federation». en.labournet.tv (em inglês). 1 de junho de 2018. Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  2. «Founding of a New International | anarchistnews.org». anarchistnews.org (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  3. a b Santos, Carlos André dos (2020). A reinvenção do anarquismo como tradição da classe trabalhadora no brasil: o anarquismo especifista (PDF) (Tese de doutorado). Florianópolis: UFSC. pp. 247,483 
  4. Union (FAU), Freie Arbeiterinnen-und Arbeiter (11 de janeiro de 2017). «www.fau.org | Freie Arbeiterinnen- und Arbeiter Union (FAU)». www.fau.org (em alemão). Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  5. «Work Areas of the International Confederation of Labour (ICL) – ICL-CIT» (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2018 
  6. «Foundation of the International Confederation of Labor (CIT-ICL) in Parma – ICL-CIT» (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  7. CNT-f ; Secrétariat International (outubro de 2017). «Vers la refondation de l'Association Internationale des Travailleurs-euses» (PDF). Le Combat syndicaliste (em français): 14-17