Portal:Anarquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
(Atualizar Conteúdos)
O PORTAL DO Anarchic a-white.svgNARQUISMO
 ver·editar Conteúdo selecionado relacionado ao anarquismo
Anarchy-symbol.svg
Anarquismo é uma ideologia política revolucionária que se opõe a todo tipo de dominação e hierarquia social, seja ela política, econômica, social ou cultural, como o Estado, o capitalismo, as instituições religiosas, o racismo, o sexismo e o patriarcado; o anarquismo também defende a autogestão, baseando-se fundamentalmente numa crítica da dominação. Os anarquistas defendem uma transformação social fundamentada em estratégias coerentes com seus fins, ou seja, através de movimentos e organizações libertárias e igualitárias nos moldes da sociedade que pretendem construir. Essas estratégias deverão permitir a transformação do sistema capitalista e estatista.

O anarquismo surgiu na segunda metade do século XIX, a partir da radicalização do mutualismo de Pierre-Joseph Proudhon no seio da Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT), durante o final da década de 1860. Entre 1868 e 1894, o anarquismo já havia se desenvolvido significativamente e também havia sido difundido globalmente, e exerceu, até 1949, grande influência entre os movimentos operários e revolucionários, embora tenha continuado a exercer influência significativa em diversos movimentos sociais do período pós-guerra até a contemporaneidade, entre fluxos e refluxos.

As posições dos anarquistas são heterogêneas e o anarquismo tem sido marcado por diversos debates e divergências. Os debates mais relevantes se dão em torno da defesa da autogestão e da estratégia. Com base em discussões estratégicas acerca da organização anarquista, das lutas de curto prazo e da violência, estabelecem-se duas correntes do anarquismo: o anarquismo insurrecionário e o anarquismo social ou de massas. O anarquismo insurrecionário afirma que as lutas de curto prazo por reformas e que os movimentos de massa organizados são incompatíveis como anarquismo, dando ênfase à propaganda pelo ato como o principal meio para despertar uma revolta espontânea revolucionária. Já o anarquismo social ou de massas enfatiza a noção de que apenas movimentos de massa podem ser capazes de provocar a transformação social desejada pelos anarquistas, e que tais movimentos, constituídos normalmente por meio de lutas por reformas e questões imediatas, devem contar com a presença dos anarquistas, que devem trabalhar no sentido de radicalizá-los e transformá-los em agentes revolucionários.
Atalho: WP:ANA
Portal:Anarquia/Mutirão Anarquista Wikipediano Portal:Anarquia/Acervo_de_imagens Portal:Anarquia/Citação Portal:Anarquia/Você_sabia Portal:Anarquia/Calendário histórico
Mutirão Anarquista Wikipediano Acervo de Imagens Banco de Citações Banco de Curiosidades Calendário Histórico
 ver·editar Artigo em Destaque
Emma Goldman seated.jpg
Emma Goldman (18691940) foi uma anarquista conhecida por seu ativismo, seus escritos e seus discursos políticos que reuniam milhares de pessoas nos Estados Unidos. Teve um papel fundamental no desenvolvimento do anarquismo na América do Norte na primeira metade do século XX.

Atraída pelo anarquismo após a Revolta de Haymarket, Goldman tornou-se uma renomada ensaísta de filosofia anarquista e escritora, escrevendo artigos anticapitalistas bem como sobre libertação feminina e a luta sindical. Ela e o escritor anarquista Alexander Berkman, seu amante e companheiro por toda vida, planejaram assassinar Henry Clay Frick como uma ação de propaganda pelo ato. Embora Frick tenha sobrevivido ao atentado à sua vida, Berkman foi sentenciado a vinte e dois anos na cadeia. Goldman foi presa várias vezes nos anos que se seguiram, por "incentivar motins" e ilegalmente distribuir informações sobre Contracepção. Em 1906, Goldman fundou o jornal anarquista Mother Earth (Mãe Terra).

Durante sua vida, Goldman foi admirada por alguns como livre pensadora e "mulher rebelde", e criticada por outros como defensora de assassinatos políticos e revoluções violentas. Sua escrita e ensaios abrangeram uma variedade de assuntos, incluindo prisões, ateísmo, liberdade de expressão, militarismo, capitalismo, casamento,sufrágio feminino, ela desenvolveu novas formas de incorporar políticas de gênero no anarquismo. Após décadas de obscuridade, nos anos 70 do século XX o legado de Emma voltou novamente a ser reconhecido na medida em que acadêmicas feministas e anarquistas passaram a se interessar em conhecer e divulgar mais acerca de sua trajetória.

 ver·editar Imagem do Acervo


Til1 luce 001z.jpg
Obra Uma Rua de Paris em Maio de 1871 ou a Comuna, de Maximilien Luce.

No dia 28 de Maio de 1871 teve início a Semana Sangrenta. Depois de muitas batalhas os membros do Conselho da Comuna de Paris finalmente abandonaram a Câmara da cidade, que foi destruída a tiros de canhão juntamente com outros prédios públicos. Milhares de cidadãos parisienses, homens, mulheres e crianças, passaram a ser sumariamente executados pelas tropas de Thiers, esquartejados e fuzilados, nas ruas e nos quartéis. Outros milhares partiram para o exílio. A violência da perseguição após a queda da Comuna de Paris marcou indelevelmente as gerações posteriores de libertários e progressistas, entre estes o pintor Maximilien Luce, autor do quadro.

 ver·editar Citação


Louis D. Brandeis
Nossos governantes... ensinam a toda a população pelo exemplo. Se os governantes agem contra as leis, geram desprezo pelas leis, convidam para que cada homem faça sua própria a lei; este é um convite a Anarquia.
 ver·editar 6 de agosto

Portal:Anarquia/Calendário histórico/6 de agosto


Copyleft Pirate symbol.svg

→ Colabore para a ampliação deste calendário traduzindo os dados referentes ao dia 6 de agosto do calendário anglófono The Daily Bleed, do calendário francófono L’Ephéméride Anarchiste ou do catalão Anarcoefemèrides.

 ver·editar Sabia que...
Jean-Léon Gérôme - Diogenes - Walters 37131.jpg
 ver·editar Categorias
 ver·editar Portais relacionados
 ver·editar Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com o Anarquismo na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.