Municipalismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Municipalismo ou Municipalismo Libertário, consiste em uma ideologia política que objetiva oferecer maior autonomia aos municípios, atendendo especialmente à organização e prerrogativas das cidades, por meio de uma descentralização da administração pública.[1]

Os defensores dessa linha de pensamento costumam salientar a importância da cidade, uma vez que é nesse espaço onde se vive e se trabalha.[2] Enxergam a cidade como sendo o mundo real, enquanto que o Estado e a Nação seriam instituições abstratas, que geram governos distantes, alienados e insensíveis às necessidades do cidadão.[3]

Foi fundado em meados dos anos 1990 pelo anarquista Murray Bookchin.

Referências

  1. «Municipalismo». Dicionário Online de Português. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  2. B. C. de Melo, Marcus André. «Municipalismo, Nation Building e a modernização do Estado no Brasil». www.anpocs.org.br. Portal das Ciências Sociais Brasileiras. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  3. Weissheimer, Marco (8 de julho de 2010). «Municipalismo: chavões e meias verdades». rsurgente. Consultado em 17 de março de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2010