Portal:Mitologia greco-romana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

PORTAL EM CONSTRUÇÃO - sinta-se livre para editar.

Portal da Mitologia greco-romana
Zeus arte.jpg

Este portal reúne os artigos relacionados à Mitologia greco-romana - seus deuses e deusas, semideuses, heróis e personagens, a terminologia e Autores - tornando a sua pesquisa mais simples e uniformizando a produção dos artigos.
Eros e Psiquê


Curiosidades[editar código-fonte]

  • Eros, deus do Amor, era primitivamente adorado como uma pedra em estado bruto! O conceito original do Amor, longe da sua acepção como Cupido, remetia à sua fantástica força de coesão.
  • A palavra penúria vem da deusa da pobreza, Pênia.
  • A palavra pânico vem do deus da natureza, .
  • Alguns autores clássicos dão como pais do Amor a deusa Pênia (Pobreza) e o deus Poros (Riqueza) - daí ser o caráter do amor é estar sempre ávido de algo, ao mesmo tempo em que sente-se cheio...
  • Prometeu foi acorrentado por Zeus, que lhe abriu a barriga e colocou-lhe um corvo a seu lado para lhe comer o fígado, por haver revelado aos homens o segredo do fogo.
  • A palavra fobia vem do deus do medo, Phobos
T e m á t i c a

Categorias, Listas e Infoboxes[editar código-fonte]

Verbetes que precisam ser criados - sinta-se livre para tanto, se tiver conhecimento sobre eles:

Artigos em destaque

Verbete Modelar[editar código-fonte]

Zeus[editar código-fonte]

Statue of Zeus.jpg

Zeus é o Senhor dos Céus e Deus Supremo da Mitologia Grega. Filho mais novo de Cronos, rei dos Titãs, e Reia, nascido no Monte Ida, Ilha de Creta. Conhecido pelo nome romano de Júpiter, tinha como irmãos Poseidon, Hades, Deméter, Héstia e Hera de quem era também marido, e pai de diversos deuses, como Atena, Ártemis e Apolo, e semi-deuses, como Herácles.

Zeus sempre foi considerado um deus do tempo, com raios, trovões, chuvas e tempestades atribuídas a ele. Mais tarde, ele foi associado à justiça e à lei. Havia muitas estátuas erguidas em honra de Zeus, sendo que a mais magnífica era a colossal estátua de Zeus em Olímpia, uma das sete maravilhas do mundo antigo. Originalmente, os jogos olímpicos eram realizados em sua honra.

Segundo o mito, durante muito tempo quem governou a Terra foi o tirano Urano (o Céu). Até que foi deposto por Cronos, seu filho. Então Urano profetizou que Cronos também seria destronado por seu próprio filho. Cronos, temendo a maldição, passou a devorar vivos os próprios filhos, logo que estes nasciam. Vários bebês tiveram esse destino. Sua mulher Reia, porém, não podia deixar de amar seus filhos. Assim, após dar a luz a um menino, Reia enganou o marido, dando um potro a Cronos. Este ansioso por se proteger da profecia, devorou o potro sem perceber o embuste. Alguns poetas, de forma diferente, dizem que Cronos engoliu um saco de pedras. Reia levou o filho salvo para um local seguro, dando-lhe o nome de Zeus (tesouro que reluz).


Verbetes a ser trabalhados[editar código-fonte]

Cronos[editar código-fonte]

Cronos (em grego Κρόνος - por vez erroneamente grafados como Χρόνος, que significa "tempo") é um Titã grego, que corresponde ao Deus romano Saturno. Ele é representado como velho homem de cabelos brancos e barba longa. É o mais novo dos seis grandes Titãs.

Cronos é filho de Urano e teve seis filhos com sua esposa-irmã Reia: Zeus , Deméter , Hades , Héstia , Posidão e Hera. Era associado ao tempo pelos gregos. Cronos representa a passagem dos deuses antigos (ciclopes e titãs) para os deuses Olímpicos (assim chamados por serem aqueles que habitavam o monte Olimpo), liderados por seu filho Zeus.

O mito diz que a esposa de Urano era Gaia (deusa da Terra) e que cada vez que Gaia tinha um filho, Urano o devolvia ao ventre de Gaia. Cansada disto, Gaia tramou com seu filho Cronos. Ela fez de seu próprio seio uma pedra em forma de lâmina e a deu para Cronos. Cronos esperou que Urano, seu pai, dormisse e o castrou. Atirou a genitália de Urano no mar, de onde brotou Afrodite, a deusa do amor.

Após isto, Cronos reinou entre os deuses durante um período de prosperidade conhecido como Idade Dourada, mas uma profecia dizia que ele seria enfim vencido por um filho. Assim, temendo uma revolta tal qual a sua, ele passou a devorar seus próprios filhos assim que nasciam. Um dia os irmãos de Zeus saíram de dentro de Cronos, pois eram deuses e, assim, imortais. Até que a profecia se cumpriu e Zeus auxiliado por Gaia o destronou, na guerra que ficaria conhecida como Titanomaquia. Zeus libertou definitivamente seus irmãos e baniu os titãs para o Tártaro (mitologia).


Artigos existentes
RomanA-01.svg

Adeona, Afrodite, Argos, Ásia, Astreu, Aurora, Agamemnon

RomanJ-01.png

Jápeto, Jasão, Jocasta, Juno, Júpiter


RomanR-01.png

Reia,

RomanW-01.png


Portais relacionados
Douris cup Jason Vatican 16545.jpg Portal da Mitologia  · Thor's hammer, Skåne.svg Portal da Mitologia nórdica