Corazón iluminado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Corazón iluminado
Pôster oficial do filme.
No Brasil Coração Iluminado
Em Portugal Coração Iluminado
 França /  Argentina /  Brasil
1998 •  cor •  130 min min 
Direção Hector Babenco
Roteiro Hector Babenco
Ricardo Piglia
Elenco Miguel Ángel Solá
Maria Luísa Mendonça
Walter Quiroz
Xuxa Lopes
Norma Aleandro
Villanueva Cosse
Oscar Ferrigno Jr.
Género drama
Música Zbigniew Preisner
Direção de fotografia Lauro Escorel
Direção de arte Carlos Conti
Idioma espanhol

Corazón iluminado (pt: Coração Iluminado) é um filme autobiográfico franco-argentino-brasileiro de 1998, do gênero drama. Dirigido por Hector Babenco[1] e com roteiro de Ricardo Piglia, foi protagonizado por Miguel Ángel Solá, Maria Luisa Mendonça, Xuxa Lopes e Walter Quiroz.[2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de Juan (Walter Quiroz), de dezessete anos. Ele mora com seus pais e passa muito tempo com vários intelectuais que se interessam por fotografia. A namorada do dono do dinheiro do grupo é Ana (Maria Luísa Mendonça), e Juan sente-se atraído por ela. Ana passou dois anos em uma instituição mental porque era considerada "louca", mas Juan a vê com frequência. Juan está treinando como vendedor porta-a-porta, mas quando um fotógrafo lhe dá um visor, ele muda sua vida. Ele foi colocado no caminho de seu sucesso posterior como diretor de Hollywood.[3]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Miguel Ángel Solá Juan[4]
Maria Luísa Mendonça Ana[5]
Walter Quiroz Juan (joven)
Xuxa Lopes Lilith[5]
Norma Aleandro Mãe de Juan
Villanueva Cosse Pai de Juan
Oscar Ferrigno Jr. Martin
Arturo Maly Jacobo
Daniel Fanego Fausto
Alejandro Awada Fausto
Carlos Briolotti Lázaro
Luis Luque Andrés
Carlos Bermejo Apresentador festival de cinema

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme é inspirado em acontecimentos do próprio diretor, Hector Babenco.[6]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Corazón iluminado foi apresentado pela primeira vez na 51ª edição do Festival de Cannes, em 1998.[7] Com distribuição feita pela Columbia TriStar e Sony Pictures, o filme foi lançado comercialmente no Brasil em 13 de novembro de 1998. Na Argentina, o lançamento ocorreu em 3 de dezembro. Já na França, a data de estreia foi 17 de novembro de 1999.[3]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Categoria Nomeações Resultado Ref.
1998 Festival de Cannes Melhor Filme Héctor Babenco Indicado [7]
1999 Prêmio Associação de Críticos de Cinema da Argentina Melhor Atriz Maria Luísa Mendonça [8]
2000 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Direção Héctor Babenco
Melhor Atriz Maria Luísa Mendonça
Melhor Cinematografia Lauro Escorel
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Filme Héctor Babenco [9]
Melhor Direção Venceu
Melhor Atriz Maria Luísa Mendonça
Melhor Cinematografia Lauro Escorel Indicado
Melhor Roteiro Hector Babenco e Ricardo Piglia

Referências

  1. Conrado Heoli (3 de maio de 2000). «Coração Iluminado». Papo de Cinema. Consultado em 7 de agosto de 2017 
  2. AdoroCinema, Coração Iluminado : Elenco, atores, equipe técnica, produção, consultado em 1 de abril de 2021 
  3. a b «Foolish Heart (film)». Wikipedia (em inglês). 18 de maio de 2020. Consultado em 1 de abril de 2021 
  4. Solá, Miguel Ángel; Mendonça, Maria Luísa; Quiroz, Walter; Lopes, Xuxa (13 de novembro de 1998), Corazón iluminado, Canal+, Embratel, Flach Film, consultado em 1 de abril de 2021 
  5. a b «Folha de S.Paulo - "Coração Iluminado" tem a poesia do imperfeito - 13/11/98». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 1 de abril de 2021 
  6. «Coração Iluminado». Consultado em 1 de abril de 2021 
  7. a b Roncero, Francisco (25 de maio de 1998). «"Coração Iluminado" apresentado com sucesso em Cannes». Folha de S.Paulo. Consultado em 1 de abril de 2021 
  8. «CORAÇÃO ILUMINADO». Consultado em 1 de abril de 2021 
  9. «5° Prêmio Guarani :: Premiados de 1999». Consultado em 1 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.