Carandiru (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carandiru
 Brasil
 Argentina
 Itália

2003 •  cor •  147 min 
Direção Hector Babenco
Produção Hector Babenco
Flávio R. Tambellini
Fabiano Gullane
Daniel Filho
Produção executiva Caio Gullane
Roteiro Hector Babenco
Fernando Bonassi
Victor Navas
Elenco Luiz Carlos Vasconcelos
Milton Gonçalves
Ailton Graça
Rodrigo Santoro
Maria Luisa Mendonça
Wagner Moura
Lázaro Ramos
Caio Blat
Milhem Cortaz
Ivan de Almeida
Mauro Mateus dos Santos
Gênero Drama
Música André Abujamra
Direção de fotografia Walter Carvalho
Distribuição Sony Pictures Classics
Lançamento 11 de abril de 2003
Idioma Português
Orçamento R$ 12 milhões[1]
Página no IMDb (em inglês)

Carandiru é um filme brasileiro de 2003, do gênero drama, dirigido pelo argentino naturalizado brasileiro Hector Babenco.

O filme é uma superprodução baseado no livro Estação Carandiru, do médico Drauzio Varella, onde ele narra suas experiências com a dura realidade dos presídios brasileiros em um trabalho de prevenção à AIDS realizado na Casa de Detenção.

Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.[2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme aborda o cotidiano da extinta "Casa de Detenção", mais conhecida por Carandiru (por se localizar no bairro de mesmo nome na cidade de São Paulo), antes e durante o massacre ocorrido em 2 de outubro de 1992, em que 111 presos foram mortos pela polícia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Luiz Carlos Vasconcelos Médico
Milton Gonçalves Chico
Ivan de Almeida Nego Preto
Ailton Graça Majestade
Maria Luisa Mendonça Dalva
Aída Leiner Rosirene
Rodrigo Santoro Lady Di
Gero Camilo Sem Chance
Lázaro Ramos Ezequiel
Caio Blat Deusdete
Wagner Moura Zico
Júlia Ianina Francineide
Sabrina Greve Catarina
Floriano Peixoto Antônio Carlos
Ricardo Blat Claudiomiro
Vanessa Gerbelli Célia
Leona Cavalli Dina
Milhem Cortaz Peixeira
Dionisio Neto Lula
Antônio Grassi Seu Pires
Enrique Diaz Gílson
Robson Nunes Dadá (Davilson)
André Ceccato Barba
Bukassa Kabengele Detento Locutor
Sabotage Fuinha
Rita Cadillac Ela mesma


Elenco de Apoio

Ator Personagem
Rappin' Hood presidiário
Clemente Viscaíno presidiário
Eduardo Mancini Carlos
Luís Miranda Paulo Boca
Serjão Loroza Gordo
Walter Breda Antônio
José de Paiva Charuto
Marcelo Escorel presidiário
Nill Marcondes Pimenta
Régis Santos Mário Cachorro
Sílvio Roberto Baiano
Ângela Correa esposa de Nego Preto
Maurício Marques amante de Dalva
Oscar Magrini policial corrupto
Vera Mancini esposa de detento

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Qualidade Brasil

Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata

  • Melhor Filme (Indicado)

Festival de Cinema de Havana

Grande Prêmio Cinema Brasil

Festival Internacional de Cinema de Cartagena

  • Melhor Filme (Venceu)

Festival de Cannes

Bangkok International Film Festival

Prêmio ABC de Cinematografia

  • Melhor Som (Venceu) [3]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]