Lista dos 100 melhores filmes brasileiros segundo a Abraccine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas.

Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes válidas. Utilize o campo de resumo para uma breve explicação das alterações e, se achar necessário, apresente mais detalhes na página de discussão.

Nelson Pereira dos Santos é um dos cineastas com o maior número de filmes na lista.

A lista dos 100 melhores filmes brasileiros reúne o resultado de uma inquirição realizada pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) com a participação dos principais críticos de cinema do Brasil. A lista foi publicada em um livro em edição de luxo chamado "Os 100 Melhores Filmes Brasileiros". Seu lançamento ocorreu em setembro de 2016 no Festival de Gramado.[1] O livro também tem ensaios sobre as obras eleitas.[2][3][4][5]

Capa do livro

O ranking foi elaborado a partir da criação de listas individuais dos 25 melhores filmes brasileiros, das quais foram extraídos os cem mais votados. Cerca de cem membros da Abraccine — entre os quais estão Pablo Villaça, Celso Sabadin, Amir Labaki, Francisco Russo, João Batista de Brito, Rubens Ewald Filho e Jean-Claude Bernardet — participaram do processo. 379 produções foram citadas na fase de listas individuais.[6]

Recepção[editar | editar código-fonte]

A definição do rol de melhores filmes brasileiros pela Abraccine era há muito tempo esperada.[7] A entidade tem entre seus associados alguns dos principais críticos do Brasil e é considerada uma das principais entidades nacionais dedicadas ao audiovisual.[8][4] A recepção da lista, no entanto, foi mista. Grandes veículos de imprensa, instituições de apoio ao cinema e especialistas dissertaram sobre a ousadia da empreitada, a ampla cobertura das diferentes fases do cinema brasileiro, a numerosa presença de obras renomadas, mas também sobre a previsível falha em não dar espaço a todas as grandes e históricas produções. O jornal O Fluminense destacou o caráter democrático do ranking e a especial ênfase dada ao cinema novo e àqueles que a publicação considera três dos maiores cineastas brasileiros: Glauber Rocha, com cinco produções entre as cem eleitas, Nelson Pereira dos Santos com quatro e Eduardo Coutinho com três. O periódico também alertou para a polêmica que a lista de grande abrangência poderia causar em questões como posição de ranqueamento e ausência de nomes esperados.[6]

Franthiesco Ballerini, editor da revista Cult e membro da Associação Paulista de Críticos de Arte, ponderou que a feitura de uma lista de referência, sem posições, teria sido mais apropriada, no entanto, elogiou a escolha das primeiras colocações. Ballerini também opinou que o filme Central do Brasil deveria ter sido melhor ranqueado, argumentando que a produção equilibra bem sucesso de público e crítica e excelente técnica de roteiro e fotografia, conjunto de feitos que, segundo ele, poucas obras brasileiras conseguiram ao longo da história.[9] Guilherme Genestreti, colunista especializado da Folha de S.Paulo, analisa na lista uma boa cobertura do período que ele chama de "retomada", era que compreende a recuperação do cinema brasileiro após a produção inexpressiva na era Collor;[10]O Globo destaca que, do top 10 eleito, apenas Cidade de Deus foi produzido após o período de retomada.[11]

A Fundação Mário Peixoto, entidade cultural localizada na cidade de Mangaratiba, comemorou o primeiro lugar conquistado pelo longa-metragem de seu patrono, Mário Peixoto, destacando que o filme já havia sido consagrado pela Cinemateca Brasileira, em 1988, como o melhor filme nacional.[12]

Lista[editar | editar código-fonte]

Rank Título Ano Diretor
1 Limite 1931 Mario Peixoto
2 Deus e o Diabo na Terra do Sol 1964 Glauber Rocha
3 Vidas Secas 1963 Nelson Pereira dos Santos
4 Cabra Marcado para Morrer 1984 Eduardo Coutinho
5 Terra em Transe 1967 Glauber Rocha
6 O Bandido da Luz Vermelha 1968 Rogério Sganzerla
7 São Paulo, Sociedade Anônima 1965 Luís Sérgio Person
8 Cidade de Deus 2002 Fernando Meirelles e Kátia Lund
9 O Pagador de Promessas 1962 Anselmo Duarte
10 Macunaíma 1969 Joaquim Pedro de Andrade
11 Central do Brasil 1998 Walter Salles
12 Pixote, a Lei do Mais Fraco 1981 Hector Babenco
13 Ilha das Flores 1989 Jorge Furtado
14 Eles Não Usam Black-tie 1981 Leon Hirszman
15 O Som ao Redor 2012 Kleber Mendonça Filho
16 Lavoura Arcaica 2001 Luiz Fernando Carvalho
17 Jogo de Cena 2007 Eduardo Coutinho
18 Bye Bye Brasil 1979 Carlos Diegues
19 Assalto ao Trem Pagador 1962 Roberto Farias
20 São Bernardo 1976 Leon Hirszman
21 Iracema - Uma Transa Amazônica 1975 Jorge Bodanzky e Orlando Senna
22 Noite Vazia 1964 Walter Hugo Khouri
23 Os Fuzis 1964 Ruy Guerra
24 Ganga Bruta 1933 Humberto Mauro
25 Bang Bang 1971 Andrea Tonacci
26 A Hora e Vez de Augusto Matraga 1965 Roberto Santos
27 Rio, 40 Graus 1955 Nelson Pereira dos Santos
28 Edifício Master 2002 Eduardo Coutinho
29 Memórias do Cárcere 1984 Nelson Pereira dos Santos
30 Tropa de Elite 2007 José Padilha
31 O Padre e a Moça 1965 Joaquim Pedro de Andrade
32 Serras da Desordem 2006 Andrea Tonacci
33 Santiago 2007 João Moreira Salles
34 O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro 1969 Glauber Rocha
35 Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro 2010 José Padilha
36 O Invasor 2002 Beto Brant
37 Todas as Mulheres do Mundo 1967 Domingos Oliveira
38 Matou a Família e Foi ao Cinema 1969 Júlio Bressane
39 Dona Flor e Seus Dois Maridos 1976 Bruno Barreto
40 Os Cafajestes 1962 Ruy Guerra
41 O Homem do Sputnik 1959 Carlos Manga
42 A Hora da Estrela 1985 Suzana Amaral
43 Sem Essa, Aranha 1970 Rogério Sganzerla
44 SuperOutro 1989 Edgard Navarro
45 Filme Demência 1986 Carlos Reichenbach
46 À Meia-Noite Levarei Sua Alma 1964 José Mojica Marins
47 Terra Estrangeira 1996 Walter Salles e Daniela Thomas
48 A Mulher de Todos 1969 Rogério Sganzerla
49 Rio, Zona Norte 1957 Nelson Pereira dos Santos
50 Alma Corsária 1993 Carlos Reichenbach
51 A Margem 1967 Ozualdo Candeias
52 Toda Nudez Será Castigada 1973 Arnaldo Jabor
53 Madame Satã 2000 Karim Aïnouz
54 A Falecida 1965 Leon Hirszman
55 O Despertar da Besta 1969 José Mojica Marins
56 Tudo Bem 1978 Arnaldo Jabor
57 A Idade da Terra 1980 Glauber Rocha
58 Abril Despedaçado 2001 Walter Salles
59 O Grande Momento 1958 Roberto Santos
60 O Lobo Atrás da Porta 2015 Fernando Coimbra
61 O Beijo da Mulher-Aranha 1985 Hector Babenco
62 O Homem que Virou Suco 1980 João Batista de Andrade
63 O Auto da Compadecida 1999 Guel Arraes
64 O Cangaceiro 1953 Lima Barreto
65 A Lira do Delírio 1978 Walter Lima Jr.
66 O Caso dos Irmãos Naves 1967 Luís Sérgio Person
67 Ônibus 174 2002 José Padilha
68 O Anjo Nasceu 1969 Júlio Bressane
69 Meu Nome É Tonho 1969 Ozualdo Candeias
70 O Céu de Suely 2006 Karim Aïnouz
71 Que Horas Ela Volta? 2015 Anna Muylaert
72 Bicho de Sete Cabeças 2001 Laís Bodanzky
73 Tatuagem 2013 Hilton Lacerda
74 Estômago 2007 Marcos Jorge
75 Cinema, Aspirinas e Urubus 2005 Marcelo Gomes
76 Baile Perfumado 1997 Paulo Caldas e Lírio Ferreira
77 Pra frente, Brasil 1982 Roberto Farias
78 Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia 1976 Hector Babenco
79 O Viajante 1999 Paulo César Saraceni
80 Anjos do Arrabalde 1987 Carlos Reichenbach
81 Mar de Rosas 1977 Ana Carolina
82 O País de São Saruê 1971 Vladimir Carvalho
83 A Marvada Carne 1985 André Klotzel
84 Sargento Getúlio 1983 Hermanno Penna
85 Inocência 1983 Walter Lima Jr.
86 Amarelo Manga 2002 Cláudio Assis
87 Os Saltimbancos Trapalhões 1981 J. B. Tanko
88 Di 1977 Glauber Rocha
89 Os Inconfidentes 1972 Joaquim Pedro de Andrade
90 Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver 1966 José Mojica Marins
91 Cabaret Mineiro 1980 Carlos Alberto Prates Correia
92 Chuvas de Verão 1977 Carlos Diegues
93 Dois Córregos 1999 Carlos Reichenbach
94 Aruanda 1960 Linduarte Noronha
95 Carandiru 2003 Hector Babenco
96 Blablablá 1968 Andrea Tonacci
97* O Palhaço 2011 Selton Mello
98 O Signo do Caos 2003 Rogério Sganzerla
99 O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias 2006 Cao Hamburger
100 Meteorango Kid: Herói Intergalático 1969 André Luiz Oliveira

* Corrigido após recontagem dos votos. [13] [14]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Abraccine (4 de setembro de 2016). «Abraccine lança "100 melhores filmes brasileiros" no Festival de Gramado». Abraccine. abraccine.org. Consultado em 27 de outubro de 2016 
  2. «Críticos elegem os 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos». IG. 27 de novembro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  3. «'Limite', de Mário Peixoto, é eleito o melhor filme brasileiro de todos os tempos». Veja. 27 de novembro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  4. a b «100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos». Gazeta do Povo. 26 de novembro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  5. «Os 100 melhores filmes brasileiros eleitos pela crítica». The Huffington Post Brasil. 2 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  6. a b «Os 100 mais». O Fluminense 
  7. «Os melhores filmes brasileiros». IstoÉ 
  8. «Estudo de inteligência do mercado audiovisual» (PDF). SEBRAE 
  9. «Abraccine divulga ranking dos 100 melhores filmes brasileiros, embrião do livro "Os 100 Melhores Filmes Brasileiros"». Tela Brasil 
  10. «'Limite' lidera os cem melhores filmes brasileiros; veja lista feita pela crítica». Folha de S. Paulo 
  11. «Críticos elegem 'Limite', de Mário Peixoto, o melhor filme brasileiro. Abraccine divulgou a lista com 100 produções nacionais». O Globo 
  12. «FMP comemora título de "Limite' oferecido pela Abraccine». Jornal Atual 
  13. «ABRACCINE lança "100 melhores filmes brasileiros" no festival de Gramado». Europa Filmes. 14 de setembro de 2016. Consultado em 4 de fevereiro de 2018 
  14. «Abraccine elege os 100 melhores filmes do cinema brasileiro». Adoro Cinema. 26 de novembro de 2015. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]