Alma Corsária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alma Corsária
Pôster promocional
 Brasil
1993 •  p&b / cor •  112 min 
Direção Carlos Reichenbach
Roteiro Carlos Reichenbach
Elenco Bertrand Duarte
Jandir Ferrari
Andrea Richa
Flor
Mariana de Moraes
Jorge Fernando
Gênero drama
Direção de fotografia Carlos Reichenbach
Edição Cristina Amaral
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Alma Corsária é um filme brasileiro de 1993, do gênero drama, dirigido por Carlos Reichenbach. Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rivaldo Torres e Teodoro Xavier são poetas e amigos de infância. Lançam um livro numa pastelaria do centro de São Paulo e convidam a mais variada fauna humana para o evento, incluindo um suicida em potencial, salvo por Torres no Viaduto do Chá, cafetões, prostitutas e desocupados, além do editor e de parentes dos autores. No decorrer da festa, o filme recua até o final da década de 1950, mostrando o início da amizade dos protagonistas.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o


Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Festival de Brasília 1993

  • Venceu nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Montagem e Melhor Roteiro.
  • Recebeu o Prêmio da Crítica.

Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte, 1995)

  • Venceu na categoria de Melhor Filme.

Festival Internacional de Filmes de Novo Cinema de Pesaro 1994

Referências

  1. André Dib (27 de novembro de 2015). «Abraccine organiza ranking dos 100 melhores filmes brasileiros». Abraccine. abraccine.org. Consultado em 26 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.