Corredor de Hexi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa da China com o corredor durante a Dinastia Tang

Corredor de Hexi (chinês: 河西走廊, pinyin: Hexi ZoulangWade-Giles: Hehsi Tsoulang) ou Corredor de Gansu refere-se a um percurso histórico na província de Gansu, na China. O corredor era um dos trechos da Rota da Seda, que tem início no Rio Amarelo e segue na direção noroeste, atravessando a Província de Gansu em um percurso de 1.200 Km até a fronteira com a Província de Xinjiang. Era a rota mais importante para os comerciantes e os militares do norte chinês com a Bacia do Tarim e a Ásia Central. O corredor é uma cadeia de oásis ao longo da borda norte do planalto tibetano. Ao sul está o alto e desolado planalto tibetano e, ao norte, o deserto de Gobi e as pradarias da Mongólia Exterior.[1]

Seu ponto de partida é a íngreme encosta Wushaolin e seu ponto final é Xingxingxia Gorge, na fronteira de Gansu e Xinjiang.

Na época da Dinastia Han, o General Huo Qubing expulsou os hunos da região e possibilitou o uso seguro do corredor pelos chineses[2]

  • Principais Cidades aos longo do Corredor de Hexi, de leste para oeste[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Silk Road, North China, C.Michael Hogan, the Megalithic Portal, ed. A. Burnham
  2. The artery of the Silk Road-Gansu Hexi Corridor, em inglês, acesso em 07 de fevereiro de 2015.
  3. Hexi Corridor Tour, em inglês, acesso em 07 de fevereiro de 2015.
Ícone de esboço Este artigo sobre a China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.