Covadonga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Espanha Covadonga

Cuadonga

 
  Paróquia civil  
Basílica de Nossa Senhora de Covadonga
Basílica de Nossa Senhora de Covadonga
Símbolos
Brasão de armas de Covadonga
Brasão de armas
Localização
Covadonga está localizado em: Espanha
Covadonga
Localização de Covadonga na Espanha
Covadonga está localizado em: Astúrias
Covadonga
Localização de Covadonga nas Astúrias
Coordenadas 43° 18' 30" N 5° 3' 5" O
País Espanha
Comunidade autónoma Astúrias
Comarca Oriente
Município Cangas de Onís
Características geográficas
Área total 2,54 km²
População total (2008) 58 hab.
Densidade 22,8 hab./km²
Altitude 257 m
Código do INE 33012040000

Covadonga (em asturiano: Cuadonga) é uma paróquia civil do concelho (município) de Cangas de Onís, na província e Principado das Astúrias. Situa-se perto da montanha dos Picos da Europa onde os cristãos da Hispânia venceram uma batalha contra os mouros, em 718 ou 722, que ganhou um significativo simbolismo e é frequentemente apontada como o início da Reconquista cristã da Península Ibérica por ter sido a primeira vitória dos cristãos contra os muçulmanos do al-Andalus após invasão de 711. A paróquia tem apenas uma local (densidade: 22,8 hab./km²).

A localidade é conhecida pelo Santuário do Real Sítio de Covadonga, do qual fazem parte a Santa Gruta e a Basílica de Nossa Senhora de Covadonga. A paróquia faz parte do Parque Nacional dos Picos da Europa e situa-se perto dos lagos de Covadonga.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Segundo uma das etimologias propostas para o topónimo Covadonga, este tem origem no celta Cova d'onnica ("fonte da gruta"). Outra teoria é que o nome deriva do latim Cova Dominica ("cova da senhora"), uma alusão ao lugar consagrado a Nossa Senhora de Covadonga. No entanto, de acordo com a evolução da língua asturiana, Cova Dominica deveria ter evoluído para Covadominga. Para o filólogo e antropólogo sueco-espanhol Carlos Medina de Rebolledo, especialista em línguas e culturas escandinavas, Covadonga tem claramente origem na língua gótica e significa gruta (cova) grande (donga). Essa gruta grande não seria aquela onde se venera a Virgem Maria, mas sim outra nas proximidades onde se podem ter refugiado os cavaleiros que iniciaram a Reconquista. Tal faz sentido pois os visigodos derrotados pelos muçulmanos fugiram para o norte da Península Ibérica e o idioma secreto que os visigodos falavam entre si era o gótico de origem escandinavo.[1]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em castelhano cujo título é «Covadonga», especificamente desta versão.
  1. Infuencia de la langua Gotica en el Castellano. Tese de doutoramente em preparação de Carlos Medina de Rebolledo
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Covadonga
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.