Cristãos caldeus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caldeus católicos de Mardin do século XIX.

Cristãos caldeus (neo-aramaico: ܟ ܲ ܠ ܕ ܵ ܝ ܹ ̈ ܐ Keldayeh), são populações de etnia assíria adeptos da Igreja Católica Caldéia, a maioria se converteu ao catolicismo da Igreja do Oriente, nos séculos XVII e XVIII .[1] Além de sua terra natal, caldeu católicos migrantes possuem comunidades encontradas nos Estados Unidos, Suécia, Alemanha, França, Canadá e Austrália.[2]

Geograficamente, os caldeus são originários da Assíria central, nas planícies de Nínive, onde as ruínas das antigas capitais assíria de Nínive e Nimrud estão localizadas .[3]

Os Cristãos caldeus não devem ser confundidos com os cristãos de São Tomé da Índia (também chamada de Igreja Caldéia Síria), que por vezes são também conhecidos como "cristãos caldeus", mas são etnicamente Nasrani (falantes de malaiala).

Cidades predominantemente católicas caldéias no Iraque[editar | editar código-fonte]

Homem caldeu de 107 anos de Mossul, Iraque, 1895

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. BBC NEWS (13 de março de 2008). «Who are the Chaldean Christians?». BBC NEWS. Consultado em 26 de março de 2010 
  2. Edmund Ghareeb, Beth Dougherty (2004). Historical Dictionary of Iraq. [S.l.]: Scarecrow Press. p. 56. ISBN 9780810843301 
  3. «ASSYRIAN IDENTITY IN ANCIENT TIMES AND TODAY» (PDF). ...many modern Assyrians originating from central Assyria now identify with "Chaldeans"...