Critical Art Ensemble

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Critical Art Ensemble (CAE) é um coletivo americano formado em 1987 e composto de cinco praticantes de mídia tática, de várias especialidades, incluindo computação gráfica e webdesign, filme/vídeo, fotografia, arte textual e performances.

Missão[editar | editar código-fonte]

O foco do CAE tem sido a exploração das interseções entre arte, teoria crítica, tecnologia e ativismo político. Os membros originais são Steve Barneys, Dorian Burr, Steve Kurtz, Hope Kurtz (falecida) e Beverly Schlee. Entre seus projetos estão:

  • The Electronic Disturbance (1997)
  • Electronic Civil Disobedience & Other Unpopular Ideas (1998)
  • Flesh Machine; Cyborgs, Designer Babies, Eugenic Consciousness (1998)
  • Digital Resistance: Explorations in Tactical Media (2001)
  • Molecular Invasion (2002)
  • Marching Plague (2006).

Estas obras são disponibilizadas de forma gratuita no site do grupo, na versão original em inglês.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço relacionado ao Projeto América do Norte. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.