Cultura ocidental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Homem vitruviano, de Leonardo da Vinci. Símbolo da importância do humanismo e do empirismo na cultura ocidental desde o Renascimento.

Cultura ocidental, muitas vezes referida como civilização ocidental, estilo de vida ocidental ou civilização europeia, é um termo comumente usado para se referir a um legado cultural de normas sociais, valores éticos, tradições, crenças, sistemas políticos, artefatos e tecnologias que têm alguma origem ou associação com a Europa. O termo se aplica a países cuja história tem ligações estreitas com a emigração dos habitantes de países europeus mas que não é restrita a esta, tais como os países da América e da Australásia. A cultura ocidental é caracterizada por um conjunto de temas e tradições artísticos, filosóficos, literários e legislativos e pelo legado das civilizações Celta, Germânica, Helénica, Latina e Cristã (esta última, a partir do século IV).[1]

Platão, assim como Sócrates e Aristóteles, foram membros fundadores da filosofia ocidental.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cultura ocidental

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Woods, Thomas E. (2005). How The Catholic Church Built Western Civilization (em inglês) ilustrada ed. Regnery Publishing Inc. [S.l.] ISBN 0-89526-038-7. Consultado em 13/04/2013. 
Ícone de esboço Este artigo sobre sociologia ou um sociólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.