Damasqueiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaDamasqueiro
Alperces
Alperces
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: Angiospérmicas
Clado: Eudicotiledôneas
Clado: Rosídeas
Ordem: Rosales
Família: Rosaceae
Género: Prunus
Subgénero: Prunus
Secção: Armeniaca
Espécie: P. armeniaca
Nome binomial
Prunus armeniaca
L.
Sinónimos[1][2]
  • Amygdalus armeniaca (L.) Dumort.
  • Armeniaca ansu (Maxim.) Kostina
  • Armeniaca vulgaris Lam.
  • Prunus ansu (Maxim.) Kom.
  • Armeniaca holosericea (Batalin) Kostina
  • Armeniaca armeniaca (L.) Huth

O damasqueiro (Prunus armeniaca, "ameixa arménia" em latim, sinônimo Armeniaca vulgaris) é uma árvore da família das rosáceas que atinge de 3 a 10 metros de altura. Possui folhas cordiformes ou ovadas, serreadas e com o pecíolo vermelho; flores solitárias ou geminadas, róseas ou brancas; e drupas subglobosas, com um sulco mediano característico, amarelas ou alaranjadas, com polpa carnuda e sumarenta.

É conhecida no norte da China desde 2000 a.C., sendo muito cultivada em vários países, com inúmeros híbridos e variedades, principalmente devido à sua madeira dura e ao seu fruto, o damasco (também chamado de apricó, abricó, abricô, abricoque, abricote, alberge, albricoque, alpece, alperce e alperche), comestível ao natural e internacionalmente consumido como fruta seca e em doces.

Diccionario de botanica brasileira[editar | editar código-fonte]

O Diccionario de botanica brasileira (1873) dá a seguinte descrição: árvore média, de flores brancas, os frutos são carnosos indeiscentes de 9 a 12 centímetros de diâmetro, redondos, amarelos, comestíveis quando maduros, aromáticos, mas não de agradável cheiro; o epicarpo pouco espesso, um tanto peludo e com um sulco lateral ; a massa um tanto seca e amarela, envolve uma noz. Cultiva-se esta planta nas províncias do Sul do Império.[3]

A amêndoa do damasco[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Amêndoa de alperce
Sementes de damasqueiro

A amêndoa do alperce, ou seja, o miolo do caroço (a semente) e, por vezes também do pêssego, chamada em italiano armellina, é usada em culinária para substituir ou reforçar o sabor da amêndoa amarga, por exemplo, na confeção dos biscoitos amaretti.[4] É, também, usada no fabrico dos licores franceses "Noyau de Poissy".[5]

Produção mundial[editar | editar código-fonte]

País Produção de damasco em 2018
(toneladas anuais)
 Turquia 750.000
 Uzbequistão 493.842
 Irão 342.479
 Argélia 242.243
 Itália 229.020
Flag of Spain.svg Espanha 176.289
Paquistão 128.382
 França 114.785
 Japão 112.400
 Ucrânia 111.670
Fonte: Food and Agriculture Organization[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Damasqueiro
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Damasqueiro
Wikcionário
O Wikcionário tem o verbete damasco.


Referências

  1. «Prunus armeniaca». Agricultural Research Service (ARS), United States Department of Agriculture (USDA). Germplasm Resources Information Network (GRIN). Consultado em 22 de junho de 2012 
  2. The Plant List, Prunus armeniaca L.
  3. PINTO, Joaquim de Almeida (1873). Diccionario de Botanica Brasileira. Rio de Janeiro: Typographia Perseverança. p. 6 
  4. (em inglês)História dos amaretti di Sarono Arquivado em 15 de abril de 2013, no Wayback Machine.
  5. (em francês)História do Noyau de Poissy
  6. fao.org (FAOSTAT). «Apricot production in 2018, Crops/World regions/Production quantity (from pick lists)». Consultado em 29 de agosto de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.