Davi, o Invencível

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Davi, o Invencível
Davi, o Invencível, Definições da Filosofia, ca. 1280. (Matenadaran, Erevan)
Nascimento anos 470
Nergin, Taraunita
Morte anos 550 ou 560
Hagbat
Nacionalidade Armênio
Ocupação Filósofo
Religião Igreja Apostólica Armênia

Davi, o Invencível (em armênio/arménio: Դավիթ Անհաղթ; transl.: David Anhaght), ou Davi Armenios nas fontes ocidentais, foi um filósofo armênio dos séculos V e VI. Membro da escola neoplatônica e fundador de um ramo não-religioso da filosofia armênia, influenciou gerações de filósofos até o século XVIII,[1] bem como os pais da Igreja Apostólica Armênia que apossaram-se de seus ensinamentos para apoiar as doutrinas e ideologias cristãs ortodoxas.[2] Foi um dos pais do curso universitário antigo.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Embora a tradição armênia faça dele um discípulo de Mesrobes Mastósio e do católico de todos os armênios Isaac I, o Grande (e um companheiro de Moisés de Corene),[4] os historiadores concordam que Davi nasceu depois da morte destes estudiosos, nos anos 470, na vila de Nergin, na província histórica de Taraunita. Enviado para a escola neoplatônica de Alexandria, recebeu seus ensinamentos do filósofo neoplatônico Olimpiodoro, o Jovem, tendo por sua vez se dedicado ao ensino de filosofia, a realizado de pesquisas e a escrita.[5]

Gastou vários anos em Atenas e Constantinopla onde, por suas habilidades em lógica forense[5] e oratória, recebeu o cognome de "o Invencível".[4][6] Já em idade avançada voltou para a Grande Armênia. Lá seus ensinamentos encontraram grande oposição de alguns membros do clero e Davi refugiou-se no Mosteiro de Hagbate onde morreu no em 550 ou 560. Foi posteriormente canonizado pela Igreja Apostólica Armênia.[2]

Davi, tal como outros neoplatônicos, em especial aqueles da escola de Alexandria, incorporou posturas não-materialistas e elementos doutrinais de sistemas filosóficos anteriores, tais como o pitagorismo, estoicismo e o peripatetismo, e tentou harmonizar o ensino do Platão e Aristóteles. Deu atenção especial para as ciências naturais (anatomia, biologia, farmacologia, patologia e éticas médicas[7]), matemáticas, lógica aristotélica, epistemologia e, em especial, o problema dos universais.[2]

Obras[editar | editar código-fonte]

Davi é autor de inúmeros livros, dentre eles um grupo de escritos nos quais discute a música em perspectiva filosófica,[8] e várias traduções do grego (Platão, Aristóteles, etc.). Fontes armênias medievais atribuem a ele a autoria de três obras: Um Elogia da Vera Cruz, Cinco Parábolas e Na Divisão. Das obras então tidas como dele, as mais importantes são:[2]

  • Definições da Filosofia
  • Comentários na Isagoge de Porfírio
  • Interpretação dos Analíticos de Aristóteles
  • Interpretação das Categorias de Aristóteles

Referências

  1. Hacikyan 2000, p. 290.
  2. a b c d Hacikyan 2000, p. 288-289.
  3. Mutafian 2007, p. 103.
  4. a b Mutafian 2007, p. 288.
  5. a b Adalian 2010, p. 402.
  6. Hacikyan 2002, p. 324.
  7. Rastogi 2012, p. 195.
  8. Kerovpyan 1991, p. 94; 121.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Adalian, Rouben Paul (2010). Historical Dictionary of Armenia. Lanham, Marilândia: Scarecrow Press. ISBN 0810874504 
  • Hacikyan, Agop Jack (2000). The Heritage of Armenian Literature: From the Oral Tradition to the Golden Age. Detroit: Wayne State University. ISBN 0-8143-3023-1 
  • Hacikyan, Agop Jack; Gabriel Basmajian; Edward S. Franchuk; Nourhan Ouzounian (2002). The Heritage of Armenian Literature: From the Sixth to the Eighteenth Century. Detroit: Wayne State University Press. ISBN 0814330231 
  • Kerovpyan, Aram (1991). «Les Charakan (troparia) et l'octoéchos arménien selon le Charaknots (Tropologion arménien) édité en 1875». In: Michel Huglo. Aspects de la Musique Liturgique au Moyen Age. Paris: Editions Créaphis. ISBN 978-2-907150-20-0 
  • Rastogi, Sanjeev (2012). Evidence-Based Practice in Complementary and Alternative Medicine. Perspectives, Protocols, Problems and Potential in Ayurveda. Nova Iorque: Springer. ISBN 364224565X