Deixa Falar (Recife)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Deixa Falar, veja Deixa Falar (desambiguação).
Deixa Falar
Fundação 28 de setembro de 1996 (21 anos)
Escola-madrinha Mocidade
Cores

Verde

Branco

Símbolo Papagaio
Bairro Campo Grande
Presidente Felipe Moraes de Lima
Presidente de honra Nielson Arruda
Patrono Paulo Rubem
Carnavalesco Rafael Moraes de Lima
Intérprete oficial Nielson Arruda
Diretor de bateria Iran, Adelmo e Ze Carlos
Mestre-sala e porta-bandeira Muriçoca e Nadja
Desfile de 2011
Enredo Amazônia: O Desafio do Desenvolvimento Sustentável
http://deixafalarpe.blogspot.com

A SRES Deixa Falar é uma escola de samba do Recife, fundada em 28 de setembro de 1996, na Rua Francisco Berengue, 487, no bairro Campo Grande, por um grupo de 6 pessoas.

Seu nome é uma homenagem à Deixa Falar carioca, hoje extinta.

História[editar | editar código-fonte]

Durante 5 anos, a Deixa Falar pernambucana desfilou pelas ruas de seu bairro. Seu primeiro desfile oficial aconteceu no ano de 1997 com o tema “Reinado de Bambas”, que contou com trezentos figurantes. Em 2001, com o tema 100% Negro e com seiscentos figurantes arrastou 3 000 pessoas.

Em 2002, a Deixa Falar filiou-se à Federação das Escolas de Samba de Pernambuco (FESAPE), fazendo seu primeiro desfile na Passarela do Samba da Avenida Dantas Barreto. Nesse ano, a Deixa Falar sagrou-se campeã do grupo de acesso com uma expressiva diferença de 40 pontos.

Em 2003 estreando como no Grupo Especial com o tema O Planeta Água, a água que o passarinho não bebe, foi vice-campã. Em 2004 com o tema A cidade mágica no mundo da imaginação, do carnavalesco Hilário da Silva, ficou em 3º lugar. Em 2005, por motivos de força maior, a agremiação desfilou apenas pelas ruas de Campo Grande, sendo penalizada para o grupo de acesso. Conseguiu o retorno ao Grupo Especial em 2006, com o enredo Peter Pan e as Maravilhas da Terra do Nunca.

Em 2007, foi a campeã do Grupo Especial.

Em agosto de 2010, Felipe Moares assumiu a presidência da escola[1], para o quadriênio 2010-2014.[2].

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Deixa Falar
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco
1996 não competiu
1997 não competiu Reinado de Bambas
1998 não competiu
1999 não competiu
2000 não competiu
2001 não competiu 100% Negro
2002 Campeã Acesso Festa do Samba na Terra do Boi Bumbá
2003 Vice-Campeã Especial O Planeta Água, a água que o passarinho não bebe Hilário Silva
2004 3º lugar Especial A cidade mágica no mundo da imaginação Hilário Silva
2005 não competiu Sou Mais Eu Rafael Moraes
2006 Campeã Acesso Peter Pan e as Maravilhas da Terra do Nunca Rafael Moraes
2007 Campeã Especial Recife multi-cultural, frevo, paixão do Carnaval[3] Hilário Silva e Rafael Moraes
2008 Especial Recife, palco cultural das artes cênicas Hilário Silva
2009 Vice-campeã Especial Negras Memórias Comissão de Carnaval
2010 Especial Deixe Quem Quiser Falar, ao Deus do Barro, Falo Eu, Deixa Falar (100 Anos de Mestre Vitalino) Comissão de Carnaval
2011 3º lugar Especial Amazônia: O Desafio do Desenvolvimento sustentável Rafael Moraes
2012 Desclassificada Especial Compareceu apenas com a bateria vestindo capas de chuva em forma de protesto
2013 Não desfilou 1
(Segunda Divisão)
Bateria Diferente, Campo Grande é só da gente, Mestre Iran irreverente Rafael Moraes

Referências

  1. Folha de Pernambuco, coluna Foco, 28/08/2010,
  2. Aqui PE, Coluna Divirta-se, 27/08/2010
  3. Só Samba (23 de fevereiro de 2007). «Deixa Falar é a campeã do carnaval do Recife». Consultado em 21 de dezembro de 2010.