Desastre em boate em East London

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Desastre em boate em East London
Hora UTC+02:00
Data 26 de junho de 2022 (2022-06-26)
Local East London, Cabo Oriental
África do Sul
Coordenadas 32° 59′ 31″ S, 27° 49′ 12″ L
Causa Sob investigação
Mortes Pelo menos 21

Em 26 de junho de 2022, pelo menos 21 pessoas morreram durante uma celebração na Enyobeni Tavern, uma boate em East London, Cabo Oriental, África do Sul. Mais quatro pessoas ficaram feridas. [1]

Até meados de julho de 2022, a causa ainda não havia sido descoberta e a investigação seguia. [2]

Contexto[editar | editar código-fonte]

A Enyobeni Tavern é um edifício de dois andares localizado em Scenery Park, East London, Cabo Oriental, em meio a residências densamente povoadas. O prédio recebeu reclamações de moradores locais devido ao horário de funcionamento tardio e ao barulho do prédio. Embora a idade legal para beber na África do Sul seja dezoito anos, a boate ainda servia álcool para menores.[3]

Antes do incidente, um post promocional no Facebook para a festa de fim de semana na boate chamou a atenção da mídia ao concluir com kuzofiwa, que se traduz aproximadamente como "nós vamos morrer".[4]

Incidente[editar | editar código-fonte]

Durante uma celebração de hlanjwa iphepha (canetas para baixo), uma tradição na África do Sul que celebra o fim dos exames escolares, um pisoteamento supostamente ocorreu na boate em 26 de junho de 2022.[5] Vídeos do local antes do desastre mostram que ele estava lotado de jovens, com muitos aparentando serem menores de idade.[6] Um cliente que estava na boate disse à Al Jazeera que quando o local ficou superlotado, a equipe de segurança instruiu as pessoas a sair, sem sucesso. O cliente afirmou que um segurança fechou as portas e pulverizou um produto químico na multidão. O cliente disse que eles não conseguiam respirar e que "nós sufocámos por muito tempo e [estávamos] empurrando uns aos outros mas não adiantou porque algumas pessoas estavam morrendo". A substância supostamente "cheirava a gás".[7]

Promise Matinise, o gerente de entretenimento da boate, disse que eles tinham falta de mão de obra para lidar com a superlotação e que alguns clientes tentaram forçar a entrada.[8] Matinise testemunhou pessoas caindo enquanto seguranças não conseguiram controlar a grande multidão e afirmou que ele contatou o proprietário ao descobrir que as pessoas estavam mortas.[9]

Às 4 da manhã, um telefonema foi feito por uma testemunha informando que havia várias mortes na boate.[5] Dezessete vítimas foram encontradas no chão e em cadeiras e mesas, mas sem sinais óbvios de ferimentos.[10][11] Duas vítimas morreram em uma clínica local e mais duas vítimas morreram durante ou após serem evacuadas para um hospital.[10]

Vítimas[editar | editar código-fonte]

Pelo menos 21 pessoas morreram no incidente, incluindo adolescentes menores de 13 anos.[1] Depois que os serviços de emergência foram chamados,[12] quatro pessoas foram levadas ao hospital, mas a causa das mortes e ferimentos não estava clara inicialmente. [13][14]

Em 27 de junho, quatro pessoas ainda estavam hospitalizadas em estado crítico e seis das vítimas permaneciam não identificadas no necrotério local. As autoridades pediram aos pais dos sobreviventes que os levassem ao hospital para um check-up médico.[15][8]

Investigação[editar | editar código-fonte]

Imediatamente após o incidente, foi aberta uma investigação sobre as prováveis ​​causas de morte das vítimas no incidente.[16] Amostras dos corpos das vítimas foram levadas para laboratórios de toxicologia na Cidade do Cabo para análise.[17] O Serviço de Polícia Sul-Africano divulgou um comunicado sobre o incidente e afirmou que estaria mobilizando "recursos máximos" para a investigação e também disse que o público não deveria especular sobre a causa da morte.[1]

Um oficial de segurança da província disse que, como "não havia feridas visíveis", a causa da morte provavelmente não foi um pisoteamento.[18] Unathi Binqose, porta-voz do departamento de segurança comunitária da província do Cabo Oriental, afirmou que eles estavam descartando completamente um pisoteamento e que a causa mais provável da morte estava relacionada a envenenamento. Binqose apontou imagens de CCTV mostrando cachimbos de narguilé na boate.[19]

O Conselho de Bebidas do Cabo Oriental disse que apresentaria acusações criminais contra o proprietário da Enyobeni Tavern e revogaria a licença de bebidas da boate. O CEO do conselho, Nombuyiselo Makala, afirmou que o proprietário violou flagrantemente a Lei de Bebidas Alcoólicas ao servir álcool a menores.[20]

Até meados de julho de 2022, a causa ainda não havia sido descoberta, mas as mortes por pisoteamento já estavam descartadas. [2]

Prisões[editar | editar código-fonte]

Em meados de julho foram decretadas as prisões do dono do bar e dois funcionários por estarem envolvidos com a venda de bebidas alcoólicas para menores, no entanto, eles receberam um prazo para se apresentar e pagar uma multa para evitar a detenção. [2]

Reação[editar | editar código-fonte]

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, ofereceu suas condolências às vítimas do desastre.[17]

O dono do bar, Siyakangela Ngevu, que não estava presente quando as mortes ocorreram, pediu desculpas e pediu calma. Ngevu afirmou que "simpatizava com as pessoas que perderam seus entes queridos" e que "não era minha intenção que isso acontecesse". Ngevu também afirmou que recebeu ligações da segurança por volta da 1 da manhã, informando-o de pessoas tentando forçar a passagem por um portão do lado de fora da boate.[21][22]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c «Enyobeni tragedy: Tavern owner to face criminal charges – ECLB» (em inglês). The Citizen. 27 de junho de 2022 
  2. a b c AfricaNews (2022-07-13CEST14:59:45+02:00). «Three arrested in mysterious deaths of 21 youths in South African bar». Africanews (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2022  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. «South Africa police try to unravel mystery of tavern deaths» (em inglês). BBC. 27 de junho de 2022 
  4. «East London tavern 'foreshadowed' deaths – with tragic social media post». The South African (em inglês). 26 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  5. a b Eligon, John (26 de junho de 2022). «At Least 20 Found Dead in South African Tavern, Officials Say». The New York Times (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2022 
  6. «WATCH: East London tavern where 'around 20 people died' was packed to the rafters». The South African (em inglês). 26 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  7. «'We suffocated for a long time', S Africa nightclub survivor says» (em inglês). Al Jazeera. 27 de junho de 2022 
  8. a b «Six bodies remain unidentified after the Enyobeni tavern tragedy in East London» (em inglês). SABC NEWS. 27 de junho de 2022 
  9. Maseko, Nomsa (27 de junho de 2022). «SA tavern tragedy: I saw them fall one after another» (em inglês). BBC 
  10. a b «Enyobeni tavern tragedy: What we know so far» (em inglês). News24. 27 de junho de 2022 
  11. «22 killed in East London nightclub». The Sowetan (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2022 
  12. «East London nightclub deaths: At least 20 people found dead in South African 'tavern'». Sky News (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2022 
  13. «At least 20 found dead in South Africa nightclub». BBC News (em inglês). 26 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  14. Joanesburgo, Agence France-Presse in (26 de junho de 2022). «Seventeen people found dead in South African nightclub». The Guardian (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2022 
  15. van Zyl, Corné (27 de junho de 2022). «Enyobeni tavern tragedy: Why the death toll could rise [Update]» (em inglês). The South African 
  16. «At least 22 young people die in South African tavern». Reuters (em inglês). Reuters. 26 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  17. a b Rebane, Teele; Kourdi, Eyad (26 de junho de 2022). «South Africa President says 22 killed in South African tavern incident». CNN (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2022 
  18. «Youngest South Africa tavern victim 13 – minister» (em inglês). BBC. 27 de junho de 2022 
  19. «South African police believe 21 dead at tavern likely consumed illicit substance» (em inglês). CBC. 27 de junho de 2022 
  20. «E Cape Liquor Board says Enyobeni tavern owner will face criminal charges» (em inglês). SABC News. 27 de junho de 2022 
  21. «'It wasn't my intention for this to happen': Enyobeni tavern owner» (em inglês). The Citizen. 27 de junho de 2022 
  22. «Eastern Cape tavern death toll rises to 20» (em inglês). eNCA. 26 de junho de 2022 
Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Polícia da África do Sul investiga a morte de 21 adolescentes