Deschampsia antarctica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaDeschampsia antarctica
D. antarctica.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: monocotiledóneas
Ordem: Poales
Família: Poaceae
Género: Deschampsia
Espécie: D. antarctica
Nome binomial
Deschampsia antarctica
(Desvaux)

Deschampsia antarctica, nome comum erva-pilosa-antártica, é uma espécie de planta com flor pertencente à família Poaceae. Foi descrita por Étienne-Émile Desvaux e publicado em Flora Chilena 6: 338. 1854.[1]

É uma das duas plantas vasculares fanerógamas nativas da Antártida, sendo a outra a Colobanthus quitensis. Cada vez que há pequenos aumentos de temperatura, mais sementes germinam, criando um grande número de bancos de sementes e de plantas.

Vista da planta no seu habitat

Esta pequena gramínea está presente nas Ilhas Órcades do Sul e nas Ilhas Shetland do Sul, bem como ao longo da costa ocidental da Península Antártica e na Argentina (na Terra do Fogo) e Chile (Região de Magalhães e Antártica Chilena).

Propriedades[editar | editar código-fonte]

A sua resistência à radiação ultravioleta é devida a compostos químicos que sintetiza e tem chamado a atenção sobre o seu possível uso farmacológico para tratar cancros tanto de pele como de pés.

Estende-se até aos 69º Sul de latitude.[2]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «Deschampsia antarctica». Tropicos.org. Missouri Botanical Garden. Consultado em 16 de novembro de 2013 
  2. Parnikova, Ivan (2011), «Vascular Plants of the Maritime Antarctic: Origin and Adaptation», Institute of Molecular Biology and Genetics of National Academy of Sciences of Ukraine, American Journal of Plant Sciences, 2: 381–395, doi:10.4236/ajps.2011.23044