Península Antártica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
mapa da Península Antártica

A península Antártica (anteriormente península de Palmer) é a parte continental mais setentrional da Antártida, e quase a única parte desse continente que se estende para fora do Círculo Polar Antártico. Localiza-se no Hemisfério Ocidental, relativamente perto da América do Sul, e o seu extremo norte designa-se Terra de Graham. Integra assim a Antártida Ocidental.[1]

A península é muito montanhosa, com os picos mais altos a atingir cerca de 2800 metros de altitude.[2] Considera-se que estas montanhas são uma continuação dos Andes, na América do Sul, com uma dorsal submarina a ligar as duas cadeias

Uma vez que a península tem o clima mais suave da Antártica, é aí, e nas muitas ilhas próximas, que se localiza a maior concentração de estações de pesquisa.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Kraus, Stefan; Kurbatov, Andrei; Yates, Martin (2013-1). «Geoquímica de tefras de volcanes Cuaternarios de la Península Antártica». Andean geology. 40 (1): 1–40. ISSN 0718-7106. doi:10.5027/andgeoV40n1-a01  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. «New satellite imagery reveals new highest Antarctic Peninsula Mountain - News - British Antarctic Survey». www.bas.ac.uk (em inglês). Consultado em 8 de novembro de 2018. 
  3. País, Ediciones El (28 de junho de 2011). «La península Antártica se enfrió en los últimos 37 millones de años». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Antártida é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.