Dinastia otoniana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Otão I, o primeiro imperador romano-germânico da dinastia otoniana.

A dinastia otoniana, ou Casa de Liudolfinga, foi uma dinastia de reis da Germânia que governou entre 919 e 1024. Recebeu esse nome devido ao nome do seu primeiro imperador (Otão I), mas também é conhecida como dinastia saxônica devido à origem da família. A própria família também é, às vezes, conhecida como os Liudolfingas, devido ao nome do seu membro mais antigo conhecido e um de seus principais líderes, Liudolfo. Os governantes otonianos também são consideradas como a primeira dinastia do Sacro Império Romano-Germânico e como sucessores da dinastia carolíngia e de Carlos Magno, que é normalmente visto como o fundador original de um novo Império Romano.

História[editar | editar código-fonte]

Embora nunca tenha sido imperador, Henrique I, o Passarinheiro, duque da Saxônia, foi indiscutivelmente o fundador desta dinastia imperial, pois sua eleição como rei alemão tornou possível ao seu filho, Otão I, assumir o controle do império. Desde Otão I, a maioria dos reis alemães também foi coroada como sacro imperador romano-germânico. Sob o reinado dos governantes otonianos, o reino oriental dos Francos acabou por se tornar a Germânia, com a celebração da unificação dos ducados da Lorena, Saxônia, Francônia, Suábia, Turíngia e Baviera em um império. Também a união da Germânia com o Sacro Império Romano, que dominou a história alemã até 1806, iniciou-se com a coroação de Otão I, em Roma, em 962. Mas a previsão do restabelecimento do Império Romano já fracassou com Otão III.

Após a extinção da dinastia otoniana com a morte de Henrique II da Germânia em 1024, a coroa passou para a dinastia saliana. Liutgarde, uma filha do imperador Otão I, tinha casado com o duque saliano Conrado, o Vermelho, da Lorena. Seu bisneto foi Conrado II, coroado sacro imperador romano-germânico em 1027.

Reis e imperadores otonianos[editar | editar código-fonte]

Outros membros da Casa de Liudolfingo[editar | editar código-fonte]

Alguns famosos outros membros da Casa de Liudolfingo ou otoniana são:

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Dinastia otoniana

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • LEYSER, K. Ottonian Government. The English Historical Review. 96. 381. Outubro de 1981. pp. 721–753.