Discussão:Espiritismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Eliminada em EC[editar código-fonte]

Dora Incontri foi eliminada em wP:EC, mas é necessário remover tudo da opinião dela sobre o assunto? Concordo que o parágrafo do jeito que estava era peso indevido, mas não ter artigo próprio não significa automaticamente que o que a pessoa não pode ser citada como fonte.-- Leon saudanha 16h44min de 19 de janeiro de 2019 (UTC)

Salve @Leon saudanha:! Faz sentido sua preocupação. Mas este verbete está cheio de fontes primárias hagiológicas e o trecho removido é uma boa amostra disso. Desfiz a reposição do @Chronus: pensando que remoção melhora o verbete. Boas! Ixocactus (discussão) 01h56min de 21 de janeiro de 2019 (UTC)

Significado[editar código-fonte]

Espiritismo não pode ser considerado religião. Nem o é considerado pelos seus fundadores. Por não se basear em crenças ilogicas e irracionais, mas em experimentações científicas e metodológica que levaram a uma codificação de comunicações com conteúdo filosófico espiritualista, deve ser considerado mais como uma doutrina filosófica do que como uma religião. Outro fato é o artigo da A Wikipédia ser uma das poucas fontes (que pelo visto não totalmente confiável) que a define desta maneira. Everson Weber (discussão) 20h38min de 8 de agosto de 2020 (UTC)

Caro @Everson Weber:! Esta questão é bastante pertinente e toca ao mesmo tempo nos conceitos de ciência e religião, que podem ser bastante controversos e que muitos os entendem como conceitos antagônicos. Fazendo referência aos seguintes textos de Allan Kardec: O que é o espiritismo – Preâmbulo e O evangelho segundo o espiritismo – cap. VI – 4 (https://www.febnet.org.br/portal/2019/06/12/duvidas-frequentes/), podemos dizer que uma das principais bases do espiritismo é o ensinamento moral do evangelho de Jesus e o esclarecimento das relações entre o homem e os espíritos. Além disso, o Espiritismo trata de muitos assuntos relacionados a Deus. Adicionalmente, as religiões não são necessariamente baseadas em crenças ilógicas e irracionais, elas apenas tratam de questões que muitas vezes vão além de nossa compreensão e que podem levar a determinadas mistificações e atos sem aparente explicação imediata que eventualmente se revelam equivocados com a evolução da ciência e das religiões. Entretanto, eu sugeriria a manutenção da caracterização religiosa em conjunto com a filosófica, uma vez que a doutrina espirita é fortemente embasada no Cristianismo (religião estabelecida mundialmente), especialmente os ensinamentos morais de Jesus. Happytohelp86 (discussão) 13h22min de 11 de agosto de 2020 (UTC)

Caracterização do espiritismo como religião Cristã[editar código-fonte]

Sugiro a inclusão da palavra cristã após doutrina religiosa esta palavra pode ser relacionada com a página do wikipedia Cristianismo [[1]], ficando assim a definição: Espiritismo, doutrina espírita, kardecismo ou espiritismo kardecista é uma doutrina religiosa cristã . O motivo é um esclarecimento sucinto e claro de que o espiritismo é embasado nas ideias cristãs. Como referência, pode-se utilizar a obra básica O Evangelho Segundo o Espiritismo [[2]], escrita por Allan Kardec. Esta modificação auxiliará no esclarecimento do público geral, principalmente cristãos, que desconhecem a doutrina espírita e sua ligação com o Cristianismo. Happytohelp86 (discussão) 06h07min de 12 de agosto de 2020 (UTC)

Conforme requisição, Happytohelp86, adicionei "de moral cristã" como especificação. Creio que assim já esclareça sua matriz de forma suficiente sem problemas. Tudo de bom! Bafuncius (discussão) 12h44min de 12 de agosto de 2020 (UTC)
Caro Bafuncius, obrigado pelo comentário e modificação do artigo. Você poderia por gentileza esclarecer a razão pela qual não adicionou o meu pedido conforme requerido, seriam necessários mais fontes para provar o fato de que o espiritismo definido por Alan Kardec é uma religião Cristã, uma vez que tem em seus fundamentos os ensinamentos do Cristo e seu Evangelho? Segue uma definição de Cristianismo: «www.bbc.co.uk/religion/religions/christianity/ataglance/glance.shtml» (em inglês) 
Eu apreciaria os seus esclarecimentos e a respectiva fundamentação. Saudações, --Happytohelp86 (discussão)
Olá Happytohelp86, grato pela sua atenção em melhorar junto conosco o projeto! Optei a redação porque é o que está fundamentado diretamente nas duas referências, por exemplo a 1, do Livro dos Espíritos: "O essencial está em que o ensino dos Espíritos é eminentemente cristão; apoia-se na imortalidade da alma, nas penas e recompensas futuras, na justiça de Deus, no livre-arbítrio do homem, na moral do Cristo. Logo, não é anti-religioso". A outra referência é uma tese acadêmica sociológica que serve para caracterizar de forma não primária categoricamente a "moral cristã" da religião espírita. Sou espírita também, ainda que eu também reconheça adequado especificar o espiritismo de fato como uma religião cristã ou "doutrina religiosa cristã" pela sua matriz e moral, creio que ainda poderia ser controverso e limitante na atualidade deixar assim na enciclopédia, sem que Kardec tenha feito essa especificação (não encontrei, poderá trazer aqui se achar): deixei então como "de moral cristã", que já indiretamente engloba o sentido, mas sem dar um ar de exclusividade e seita, confundindo os leitores de que não haveria universalismo religioso na doutrina. Na história do espiritismo, a referência número 2 mostra que houve também aqueles que o adotassem sem seguir o cunho religioso evangélico-cristão - os chamados "científicos" da formação do movimento espírita brasileiro. E também consideramos as virtudes cristãs como sendo encontradas em todas as outras religiões, como Kardec afirma na Revista Espírita de 1864 em "A religião e o progresso". Aliás, a acepção lata em O Espiritismo em sua Expressão mais Simples diz: "Pode-se, pois, ser católico grego ou romano, protestante, judeu ou muçulmano, e crer nas manifestações dos Espíritos e, por conseguinte, ser espírita." Bafuncius (discussão) 17h42min de 15 de agosto de 2020 (UTC)
Olá Bafuncius, muito obrigado pelos esclarecimentos e fico contente em saber que minha sugestão foi construtiva. De fato, a definição como religião Cristã limitaria a universalidade do Espiritismo. Entretanto, os fundamentos do Espiritismo são baseados de forma mais abrangente nas religiões abraâmicas (que estaria em linha com a referência que feita por você englobando o catolicismo, protestantismo, judaísmo e islamismo), inclusive sendo esta uma das classificações do Espiritismo nesta página: Principais_grupos_religiosos. No momento, não possuo nenhuma nova referência que especifique uma subcategoria religiosa para o Espiritismo, entretanto a ausência de especificação de uma subcategoria religiosa pode trazer aos leitores mais leigos uma falsa impressão de levianidade nos fundamentos da doutrina ou até mesmo disruptura das origens do Cristianismo. Ao mesmo tempo, a doutrina Espírita elaborada por Kardec não se alinha com religiões politeístas nem espiritualistas que não sigam os princípios de amor a Deus e ao próximo. Espero ter contribuído com este comentário e retornarei caso encontre alguma fonte relevante com informações sobre este tema. Obrigado pela atenção, fraternalmente --Happytohelp86 (discussão)
Sem dúvida, Happytohelp86, por isso o termo moral cristã faz um vínculo introdutório que já é suficiente para categorizar seus princípios de virtude, e não deixa que ele se alinhe também com algumas vertentes históricas das religiões abraâmicas que não seguem o amor e se fanatizaram. Acho que ao longo do texto não deve haver confusão sobre a categorização do espiritismo e sua profunda ligação com o cristianismo, então pode ficar tranquilo. Qualquer coisa estou à disposição, tudo de bom! Bafuncius (discussão) 21h34min de 15 de agosto de 2020 (UTC)

Parapsicólogos[editar código-fonte]

as referencias médicos Jim Tucker e Raymond Moody deveram ser retiradas ou retificadas, os médicos em questão nunca afirmaram em parte alguma que eram defensores da crença espirita ou da mediunidade como está referido, as referencias referidas tambem não dizem nada disso. Para credibilidade da Wikipédia e dos médicos em questão devem ser mencionados apenas autores espiritas. Com respeito Tiago.comentário não assinado de Tiago Nepca (discussão • contrib) 16h44min de 27 de setembro de 2020 (UTC)

Olá Tiago Nepca! Em minha opinião, estão sendo citados na subseção correta: " Método científico e "ciência espírita" ". O tema em que cada médico se enquadra é referente às pesquisas de reencarnação e vida após a morte, respectivamente, que se enquadram numa chamada "ciência espírita" em sentido amplo, não necessariamente como defensores da doutrina espírita de Kardec. O Dr. Ian Stevenson, por exemplo, não era espírita kardecista, mas suas pesquisas são bastante citadas no meio espírita e possui relevância ao artigo. Bafuncius (discussão) 20h06min de 27 de setembro de 2020 (UTC)
As referencias médicos Jim Tucker e Raymond Moody deveram ser retiradas ou retificadas, os médicos em questão nunca afirmaram em parte alguma que eram defensores da crença espirita ou da mediunidade como está referido, as referencias referidas tambem não dizem nada disso. Para credibilidade da Wikipédia e dos médicos em questão devem ser mencionados apenas autores espiritas.

Exemplo do que deve ser eliminado do artigo Espiritismo:

"O norte-americano Dr. Raymond Moody é outro cientista muito aclamado por seus estudos que defendem conceitos espíritas.......

(Na Wikipedia deve-se primar pela verdade e não aproveitamento ou colagem de conceitos para proprio lucro). Respeitosamente Tiago.comentário não assinado de Tiago Nepca (discussão • contrib) 10h28min de 28 de setembro de 2020 (UTC)

Perfeito @Tiago Nepca:. É bem comum essa esperteza dos espíritas usarem a parapsicologia para justificar suas crenças. Tratamos esses aspectos que você levantou com a política de WP:NPI. Veja os estudos do antropólogo David J. Hess, que tratam exatamente dessas distorções que você detectou. Ixocactus (discussão) 16h54min de 28 de setembro de 2020 (UTC)