Discussão:Roberto Mangabeira Unger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Untitled[editar código-fonte]

Mangabeira, mais recentemente, levou uma carta de recomendações ao presidente eleito americano Barack Obama, a pedido de Lula.

Trecho da reportagem originalmente publicada na edição 442, de 2 de maio de 2007 da revista Carta Capital, por Sergio Lirio:

Entre 2002 e 2005, Mangabeira Unger aceitou, em troca de pagamentos que alcançaram a cifra de 675 mil dólares, participar de uma armação que resultou em enorme prejuízo aos fundos de pensão e grandes ganhos ao banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity. Em 28 de junho de 2002, o professor assinou um contrato com a Brasil Telecom (BrT) para representar a empresa em uma ação judicial contra a Telecom Italia. À época, o Opportunity afirmava que os italianos, um dos sócios majoritários da BrT, forçaram os demais acionistas a aceitar um ágio de 250 milhões de dólares na compra da Companhia Riograndese de Telecomunicações (CRT), em 2000. A CRT custou 800 milhões de dólares. Unger receberia, segundo a primeira versão do contrato, 150 mil dólares por um período de seis meses, além de passagens de avião na classe executiva e reembolso com gastos de hotéis e alimentação.

necessidade de correcoes no artigo biografico de Roberto Mangabeira Unger[editar código-fonte]

artigo biografico do professor Roberto Mangabeira Unger esta sendo editado para atualizacao e correcao de erros.

Ao editor anônimo que se intitula assessor do professor[editar código-fonte]

  • Não temos como saber se é mesmo assessor ou não, e na verdade não importa. É claro que agradecemos sua colaboração, mas ela terá que seguir nossa política de demonstrar fatos e afirmações com fontes e não ser baseada em seu conhecimento pessoal. Se o professor não é advogado, arrume uma fonte que informe isso. Se é um dos mais destacados teóricos sociais da atualidade, arrume uma citação de alguém renomado que falou isso, por enquanto é só sua opinião. Por favor não faça a hagiografia do Prof. Unger. Outra coisa, não apague a marcação wiki, está retirando padronização e ligações sem necessidade. Se precisar de alguma ajuda, peça, temos gosto em ajudar. Vou editar em cima de suas modificações esperando as fontes, não devem ser complicadas de arrumar.-- Jo Lorib ->d 19h33min de 24 de junho de 2011 (UTC)

Filosofo e nao advogado.[editar código-fonte]

Roberto Mangabeira Unger não é, e nunca foi, advogado. Seu primeiro grau unviersitário foi o de Bacharel em Ciëncias Jurídicas e Sociais da Faculdade Nacional de Direito da antiga Faculdade Nacional de Direito no Rio de Janeiro. É exatamente o mesmo caso de muitos outros grandes brasileiros, como, por exemplo, Celso Furtado, formado inicialmente na mesma escola de direito, e também jamais advogado. Faz tanto sentido chamar Mangabeira de advogado como faria chamar Celso Furtado de advogado. Também é equivocado associá-lo ao estudo do direito brasileiro. Na Universidade de Harvard, ele jamais tratou de direito brasileiro, como se pode ver facilmente consultando as home pages de Harvard University [1] e de Harvard law School [2]. Ninguém é advogado simplesmente por ter colado o primeiro de vários graus universitários numa faculdade de direito, ainda mais no Brasil onde o direito, na ausência de uma formação genérica, o direito serve como estudo geral. Advogado é quem atua profissionalmente na advocacia ou em alguma carreira jurídica. Não é -- e nunca foi -- o caso de Mangabeira. Como parte de sua obra, figura a filosofia do direito, mas ser, entre muitas outras coisas, um filósofo do direito -- mais uma vez, um dos mais famosos em todo o mundo -- não faz de alguém um advogado. Ele é um filósofo e um pensador -- de longe o pensador brasileiro mais renomado em todo o mundo. Sua obra abrange todos os campos da filosofia e da teoria social, política, econömica e jurídica. --Andrade Thiago (discussão) 15h23min de 29 de junho de 2011 (UTC)

Prezado Jo Lorib, editor. Ja estou providenciando as fontes das informacoes que irei postar aqui, bem como das que ja postei. Talvez nao tenha me expressado bem. Sou estudante no EUA, onde juntamente com outros alunos, tenho estudado a vida e obra do Professor Unger. Em alguns projetos, tenho sido supervisionado pelo mesmo e por isso a referencia. No entanto, a minha intencao eh contribuir para tornar as informacoes disponibilizadas pelo wikipedia mais proximas a realidade, de acordo com os estudos realizados por alguns alunos. Gostaria de ter seu contato (email, telefone) para dirimir eventuais duvidas que possam surgir na minha jornada como editor do wikipedia. Existe alguma outra ferramenta de contato (chat) dentro do wikipedia para conversarmos com editores? Qual seria o melhor meio para mantermos contato? Acima, relato a justificativa para a exclusao do termo advogado no artigo com o nome do Prof. Unger. Sem mais, Andrade Thiago.

  • Olá André. Entendi sua posição perfeitamente, lamento ter revertido suas edições anteriores, mas estava apagando marcação wiki além de alterar uma definição importante de um artigo estável, somos rápidos no gatilho (existe muito vandalismo e muito achismo por aqui). Vamos fazer assim, modifique o artigo, inclua as fontes e me avise para eu dar uma olhada, ok? Aproveite e revise o artigo todo. Para me contatar, basta clicar no pequeno d presente na minha assinatura, é um atalho para a minha discussão. Eu lhe respondo na sua página.-- Jo Lorib ->d 16h49min de 29 de junho de 2011 (UTC)
    • www.harvard.edu
    • www.law.harvard.edu