Doutrinação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Doutrinação é o processo de incutir ideias, atitudes, estratégias cognitivas ou uma metodologia profissional.[1] Muitas vezes, é distinta da educação pelo fato de que se espera que a pessoa doutrinada não questione ou analise criticamente a doutrina que está sendo ensinada.[2]

Criticismo[editar | editar código-fonte]

Noam Chomsky comenta: "Para aqueles que obstinadamente buscam a liberdade em todo o mundo, não pode haver nenhuma tarefa mais urgente do que vir a compreender os mecanismos e práticas da doutrinação. São fáceis de perceber nas sociedades totalitárias, muito menos na propaganda sistema a que estão sujeitos e da qual muitas vezes nos servem como instrumentos involuntários, ou inconscientes. "[3]

Referências

  1. Funk and Wagnalls: "To instruct in doctrines; esp., to teach partisan or sectarian dogmas"; I.A. Snook, ed. 1972. Concepts of Indoctrination, (London: Routledge and Kegan Paul).
  2. Wilson, J., 1964. "Education and indoctrination", in T.H.B. Hollins, ed. Aims in Education: the philosophic approach,(Manchester University Press).
  3. Chomsky, Noam. «Propaganda, American Style». Consultado em 30 de dezembro de 2014