Edmond Hamilton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edmond Hamilton
Pseudónimo(s) Brett Sterling
Edmund Hamilton
Cônjuge Leigh Brackett (m. 1946-1977) (até a sua morte)
Prémios First Fandom Hall of Fame award 1967
Género literário Ficção-científica

Edmond Moore Hamilton (21 de outubro de 1904 - 1 de fevereiro de 1977) foi um autor norte-americano de romances, histórias de ficção-científica, fantasia, terror, policial, thriller e banda desenhada, em meados do século XX[1].

Nasceu em Youngstown, Ohio, mudando-se ainda em jovem para as proximidades de New Castle, Pensilvânia. Foi uma criança prodígio, formou-se no colégio e começou a faculdade (Westminster College, New Wilmington, Pennsylvania) com 14 anos de idade, terminando aos 17.


Foi casado com Leigh Brackett, que também era uma escritora de ficção científica.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

É dito que Edmond foi o autor da primeira compilação em capa dura do que viria a ser conhecido como o género da ficção-científica, The Horror on The Asteroid and Other Tales of Planetary Horror (1936). O livro reunia as seguintes histórias: "The Horror on the Asteroid", “The Accursed Galaxy", "The Man Who Saw Everything" ("The Man With the X-Ray Eyes"), "The Earth-Brain", "The Monster-God of Mamurth" e "The Man Who Evolved".

Capa da revista Weird Tales vol. 8, nº 6 de Dezembro de 1926 contendo o conto "The Metal Giants" escrito por Hamilton

A sua carreira como escritor de ficção-científica começou com a publicação do conto "The Monster God of Mamurth" que foi publicado em 1926 na edição de Agosto da revista clássica de ficção alternativa Weird Tales. Hamilton tornou-se rapidamente um membro central do grupo notável de escritores da Weird Tales, criada pelo editor Farnsworth Wright, que inclui-a nomes como, H. P. Lovecraft e Robert E. Howard. Hamilton iria publicar 79 obras de ficção na revista Weird Tales, entre 1926 e 1948, fazendo dele um dos mais prolíferos colaboradores da revista (só Seabury Quinn e August Derleth publicaram mais do que ele). Hamilton tornou-se amigo e associado de vários veteranos da Weird Tales, incluindo E. Hoffmann Price e Otis Adelbert Kline, mais notavelmente, ele iniciou uma amizade de 20 anos com o quase contemporâneo Jack Williamson, como descrito por Williamson na sua autobiografia de 1984 Wonder's Child. No final dos anos 1930 a Weird Tales lançou vários contos de fantasia de Hamilton, sendo o mais notável "He That Hath Wings" (julho de 1938), um dos seus contos mais populares e frequentemente reeditado.

Durante os anos 1920 e início dos anos 30 Hamilton escreveu para todas as revistas de ficção-cientifica que existiam na altura, publicando também em revistas de terror e de histórias de suspense. Era muito popular como autor de space opera, um sub-género que criou em conjunto com E. E. "Doc" Smith. A sua história "The Island of Unreason" (Wonder Stories, maio de 1933) ganhou o primeiro Prémio Júlio Verne (este prémio era obtido por votação dos fãs e foi o precursor do Hugo Awards) como a melhor história de ficção-cientifica do ano.

Nos finais da década de 1930, em resposta à recessão económica da Grande Depressão, escreveu histórias de detectives e crime. Sempre prolífico nas suas publicações em revistas, Hamilton às vezes tinha quatro ou cinco de suas histórias publicadas em um único mês, nesses anos, a edição de fevereiro de 1937 da revista Popular Detective publicou três histórias de detectives de Hamilton, uma com o seu nome e duas sob pseudónimos.

Em 1940, Hamilton foi a principal força por trás da franquia do Captain Future[3], uma história de ficção-cientifica projectada para leitores juvenis, o que lhe rendeu muitos fãs, mas diminuiu a sua reputação nos últimos anos de ficção científica, quando se afastou das suas raízes a "space opera". Hamilton sempre foi associada a um estilo romântico e extravagante de aventuras de ficção-cientifica, talvez melhor representado no seu romance de 1947 The Star Kings. Como o campo da ficção-cientifica se tornou mais sofisticado, a sua marca de aventuras extremas, hoje em dia, parece cada vez mais estranha, banal e datada.

Em 1946, Hamilton começou a escrever para a DC Comics e especializou-se nos seus mais emblemáticos personagens Batman e Super-Homem[4]. Uma das suas histórias mais conhecidas do Super-Homem foi "Superman Under the Red Sun" que apareceu em Action Comics #300 em 1963 e que tem muitos elementos em comum com o seu romance City At World's End (1951)[5]. Ele escreveu outros trabalhos para a DC Comics, incluindo a série de ficção-científica Chris KL-99 (Strange Adventures) que foi vagamente baseada no seu personagem Capitão Futuro.

Aposentou-se da banda desenhada em 1966.

Compilação histórica[editar | editar código-fonte]

Em 2009, a Haffner Press lançou os primeiros dois livros, de uma série de seis, que tem como objective publicar todo o trabalho em prosa de Hamilton. O primeiro volume lançado compila as primeiras quarto novelas de Capitão Futuro.

  • The Metal Giants and Others, The Collected Edmond Hamilton, Volume One (2009)
  • The Star-Stealers: The Complete Tales of the Interstellar Patrol, The Collected Edmond Hamilton, Volume Two (2009)
  • The Universe Wreckers, The Collected Edmond Hamilton, Volume Three (2010)
  • The Collected Captain Future, Volume One (2009)
  • The Collected Captain Future, Volume Two (2010)

Homenagens[editar | editar código-fonte]

A 18 de julho de 2009 em Kinsman, Ohio celebrou-se o "Edmond Hamilton Day"[6].

A 21 de outubro de 2010, no 106º aniversário de Hamilton, a Kinsman Historical Society e a Haffner Press vão receber a "Edmond Hamilton / Leigh Brackett Day"[7] em Kinsman, Ohio.

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. «Edmond Hamilton». Consultado em 20 de maio de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Mark Bould, Andrew M. Butler, Adam Roberts, Sherryl Vint, Fifty Key Figures in Science Fiction, Routledge, 31 luglio 2009, 37 p., ISBN 978-0-203-87470-7.
  3. «Captain Future». Consultado em 20 de maio de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Superman in Kandor». Consultado em 20 de maio de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Edmond Hamilton (1951). City At World's End. [S.l.]: Google Books. Consultado em 20 de maio de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Edmond Hamilton Day». Locus Online. julho de 2009. Consultado em 20 de maio de 2010  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  7. «Edmond Hamilton/Leigh Brackett Day». Consultado em 20 de maio de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Bibliografia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]