Eduardo Leal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eduardo Leal
Nascimento 1980 (44 anos)
Porto, Portugal
Residência Macau, China
Nacionalidade português
Alma mater Escola de Jornalismo do Porto
London College of Communication
Ocupação Fotojornalismo
Fotografia documental
Página oficial
eduardoleal.co.uk

Eduardo Leal (Porto, 1980) é um fotógrafo documental português baseado em Macau, China, que trabalha principalmente no Sudeste Asiático. Anteriormente trabalhou durante vários anos na América do Sul.[1]

Licenciado em Jornalismo pela Escola de Jornalismo do Porto, em Portugal, também tem um mestrado em Fotojornalismo e Fotografia Documental pelo London College of Communication e participou no XXVIII Eddie Adams Workshop em Nova Iorque, nos EUA.[2]

De 2009 a 2014, foi consultor da Fundação Arpad A. Busson, tendo sido responsável pela coleção de fotografia “Cuban in Revolution” e fazendo parte da equipa curatorial das exposições no International Center of Photography (ICP) em Nova Iorque, em 2010, e na Garage CCC em Moscovo, na Rússia, em 2011. Fez também parte da equipa que concebeu e produziu o livro "Cuba in Revolution", publicado pela editora Hatje Cantz em 2013.[3]

O seu trabalho tem vindo a ser publicado internacionalmente em veículos de comunicação social como The Washington Post, Time, Bloomberg, AFP, Stern, The Guardian, Dagens Nyheter, entre outros.[4]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 2023 - Prémio Felix Schoeller Photo - Selecionado, categoria de Fotojornalismo[5]
  • 2019 - POY LatAm - 1.º lugar, categoria Desporto[6]
  • 2019 - Estação Imagem - Menção Honrosa, categoria "Desporto"[7]
  • 2018 - Bolsa de Exploração Nomad[8]
  • 2017 - Coup de Couer de Visa pour l'Image por l'Association Nationale des Iconographes[9]
  • 2015 - LensCulture Earth Awards - 3.º lugar, categoria Fine Art/Conceptual[10]
  • 2015 - Estação Imagem - 1.º lugar, categoria Natureza[11]
  • 2015 - Sony World Photo Awards - 3.º lugar, categoria Aberta[12]

Exposições[editar | editar código-fonte]

  • 2022/2023 - “Diakuyu”, Exposição Itinerante Nacional, Portugal[13]
  • 2021 - “Açorianas do Mar” (exposição individual) - Imprópria Festival da Igualdade de Género, Ponta Delgada, Portugal[14]
  • 2019 - "Kumbh Mela: The Challenge of Existence" (exposição individual), Galeria Manifesto, Matosinhos, Portugal[15]
  • 2019 - 9.ª Mostra SP de Fotografia, São Paulo, Brasil[16]
  • 2019 - "Plastic Trees" (exposição individual), Fundação Rui Cunha, Macau, China[17]
  • 2018 - National Geographic Exodus Aveiro Fest, Aveiro, Portugal[18]
  • 2015 - Photoville, Nova Iorque, EUA[19]
  • 2015 - Sony World Photo Awards, Somerset House, Londres, Reino Unido[20]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Eduardo Leal, fotojornalista: "Para contar o mundo tinha de o conhecer"». hojemacau.com.mo. 19 de outubro de 2017. Consultado em 19 de março de 2024 
  2. «Question the world we live in through photography». worldphoto.org. 2019. Consultado em 19 de março de 2024 
  3. «A volta ao mundo à procura de revoluções». publico.pt. 16 de junho de 2018. Consultado em 19 de março de 2024 
  4. «Conversa com Eduardo Leal». ipci.pt. 19 de junho de 2018. Consultado em 19 de março de 2024 
  5. «2023 Shorlist». felix-schoeller-photoaward.com. 17 de março de 2023. Consultado em 20 de março de 2024 
  6. «Iberoamerican photographers recognized with POY Latam awards tell stories of their own communities and those across the globe». 15 de maio de 2019. Consultado em 20 de março de 2024 
  7. «Prémio Estação Imagem 2019: as melhores fotos do ano expostas na Casa da Imprensa até 10 de outubro». 19 de setembro de 2019. Consultado em 20 de março de 2024 
  8. «Eduardo Leal, líder de Viagem Aventura». 5 de abril de 2018. Consultado em 20 de março de 2024 
  9. «Coup de Cœur de l'ANI : Cholita's Rise d'Eduardo Leal». 11 de setembro de 2017. Consultado em 20 de março de 2024 
  10. «Plastic Trees». 1 de maio de 2015. Consultado em 20 de março de 2024 
  11. «Vencedores de 2015». 1 de abril de 2015. Consultado em 20 de março de 2024 
  12. «As árvores de plástico de Eduardo Leal». 24 de abril de 2015. Consultado em 20 de março de 2024 
  13. «Diakuyu». 3 de agosto de 2022. Consultado em 20 de março de 2024 
  14. «Exposição 'Açorianas do Mar' retrata o mundo das pescadoras». 18 de outubro de 2021. Consultado em 20 de março de 2024 
  15. «Matosinhos». 13 de setembro de 2019. Consultado em 20 de março de 2024 
  16. «De festival a novas mostras, atrações em São Paulo têm a fotografia como protagonista». 27 de junho de 2019. Consultado em 20 de março de 2024 
  17. «Exposição: Fotos premiadas de Eduardo Leal na Fundação Rui Cunha». 10 de junho de 2019. Consultado em 20 de março de 2024 
  18. «Exodus Aveiro Fest: andamos todos atrás do que tem significado na vida». 6 de dezembro de 2018. Consultado em 20 de março de 2024 
  19. «12 Documentary Photography Projects at Photoville 2015». 17 de setembro de 2015. Consultado em 20 de março de 2024 
  20. «Eduardo Leal, Portugal, 3rd Place». 13 de janeiro de 2015. Consultado em 20 de março de 2024 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um fotógrafo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.