Elmíngiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elmíngiro
Nacionalidade Império Bizantino
Etnia Huna
Ocupação Oficial militar

Elmíngiro (em grego: Ελμίγγειρος; transl.: Elmíngeiros) foi um oficial bizantino de origem huna do século VI, ativo sob o imperador Justiniano (r. 527–565). Aparece no relato de Agátias em 556, quando era tribuno em Lázica e teria recebido a missão, ao lado de Dabragezas, de comandar os navios que guardavam o rio Fásis durante o cerco da fortaleza homônima.[1]

Identidade e etimologia[editar | editar código-fonte]

Vários autores associam Elmíngiro ao oficial huno Elminzur, ativo pela mesma época em Lázica. Para eles, essa possibilidade reside na semelhança entre seus nomes (ambos iniciam com elmin) e na improvabilidade de haver dois oficiais de nomes tão similares comandando na mesma região. A diferença das terminações pode refletir meramente uma promoção nas fileiras do exército: especula-se que geir e zur sejam os equivalentes turcomanos para tribuno e duque.[2] Maenchen-Helfen sugeriu que a forma reconstruída do nome desse oficial foi *Elmingir. Segundo ele, é um nome composto pelo tungúsico elmin, "pequeno cavalo", que pode ser vista como a única palavra tungúsica incorporada na língua dos hunos. El parece ser el, al ou il, "reino".[3]

Referências

  1. Martindale 1992, p. 440.
  2. Maenchen-Helfen 1973, p. 401-402.
  3. Maenchen-Helfen 1973, p. 407-408.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Maenchen-Helfen, Otto J. (1973). The World of the Huns: Studies in Their History and Culture. Berkeley, Los Angeles e Londres: University of California Press. ISBN 9780520015968 
  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8