Emad Hajjaj

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emad Hajjaj
Nascimento 1 de janeiro de 1967 (51 anos)
Ramallah
Cidadania Jordânia
Ocupação pintor
Página oficial
http://www.hajjajcartoons.com/

Emad Hajjaj (em árabe : عماد حجاج) é um cartunista político,[1] nascido em Ramallah (Cisjordânia) em 1960, embora a maior parte de sua vida tenha acontecido na Jordânia,[2][3][4] foi descrito como um editorialista líder e trabalhou para Al Rai e Jordan Times.[5]

Historial[editar | editar código-fonte]

Estudou na Universidade de Yarmuk em 1991 em design gráfico e jornalismo.[6] Durante os jogos pan árabes realizados em Amã, ele publicou uma caricatura que apontou para a ironia de uma nação que poderia se orgulhar quando permite que os homicídios continuem por honra.[5] Em 2008, uma exposição de seu trabalho, com 100 desenhos, foi realizada na prefeitura de Ra's al-'Ayn,[7] e foi colaborador da exposição Lighting Lamps, patrocinada pelo British Council.[8]

Críticas[editar | editar código-fonte]

B'nai B'rith acusou Emad Hajjaj de incitamento e anti-semitismo.[9][10]

Abu Mahjoob[editar | editar código-fonte]

Hajjaj criou o personagem de desenho animado Abu Mahjoob (árabe: أبو محجوب) em 1993, e ganhou popularidade na Jordânia desde então. Abu Mahjoob representa o homem comum jordão e retrata suas preocupações políticas, sociais e culturais diárias.[11] Ele usa um terno e gravata listrada junto com um kufiyya vermelho junto com um agal e usa um bigode. Emad Hajjaj primeiro desenhou Abu Mahjoob em 1993 como um personagem que pendurou os cartazes de candidatos nas eleições parlamentares da Jordânia naquele ano. Hajjaj baseou o personagem em seu pai em termos de seu humor espirituoso e irónico.[12]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 1º prêmio como melhor cartunista e o Prémio de Criatividade para Jornalistas Al Hussein, 2001.[6]
  • Melhores desenhos animados publicados nos midia araves para o ano de 2005.[6]
  • Dubai Press Award Dubai para o melhor árabe em desenhos animados 2006.[6]
  • Ele é considerado uma das 500 figuras mais influentes do mundo árabe, de acordo com a Arabian Business Magazine, actualmente trabalhando no jornal Alaraby Al Jadeed, em Londres.[13]

Referências

  1. Kummer, Patricia K. (2006). Jordan (Enchantment of the World, Second). [S.l.]: Children's Press. 114 páginas. ISBN 978-0-516-24870-7 
  2. Hills, Carol (19 de março de 2012). PRI The World, ed. «El dibujante jordano Emad Hajjaj dibuja la primavera árabe». Consultado em 27 de outubro de 2017 
  3. Suleiman, Yasir (2011). Arabic, Self and Identity: A Study in Conflict and Displacement. [S.l.]: Oxford University Press. 162 páginas. ISBN 978-0-19-974701-6 
  4. Mahafzah, Al (2008). Sarvepalli Gopa, ed. History of humanity: scientific and cultural development. The twentieth century. [S.l.: s.n.] 682 páginas. ISBN 978-92-3-104083-2 
  5. a b Warrick, Catherine (2009). Law in the service of legitimacy: gender and politics in Jordan. [S.l.]: Ashgate. 77 páginas. ISBN 978-0-7546-7587-7 
  6. a b c d Caoortoning foor Peace (ed.). «Emad Hajjaj. Jordan» (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2017 
  7. «Hajjaj cartoons to be on display». Jordan Times. 1 de agosto de 2008 
  8. Franks, Tim (16 de março de 2009). «Jerusalem Diary: 16 March». BBC 
  9. «B'nai B'rith Uncovers U.N. Ties To Anti-Semitic Arab Cartoonist; Client List Also Includes German Industrial Giant Siemens and Other Major Companies». B'nai B'rith International. 26 de janeiro de 2012. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  10. Eglash, Ruth (2 de janeiro de 2012). «NGO to UN : Break ties with anti-Semitic cartoonist». The Jerusalem Post (em inglês) 
  11. Tarawneh, Naseem (maio de 2010). «Hala 3ammi: The Abu Mahjoob Legacy» (PDF). Jordan Business: 55–57 
  12. «مبدع شخصيّة "أبو محجوب" عماد حجاج -رسالته حياة النّاس وهمومهم». Heya (em árabe). Julho de 2008 
  13. Cartoon Movement (ed.). «Emad Hajjaj» (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Eisenberg, Laura Zittrain, Neil Caplan Negotiating Arab-Israeli peace: patterns, problems, possibilities Indiana University Press ISBN 978-0-253-22212-1 Contiene cinco imágenes donadas por Hajjaj.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]